Chamada para o Prêmio Platino, o Oscar latino

Chamada para o Prêmio Platino, o Oscar latino

Rodrigo Fonseca

28 Abril 2018 | 04h03

“Uma Mulher Fantástica” lidera a disputa pelo Platino 2018: nove indicações ao prêmio na conta da produção chilena ganhadora do Oscar

Rodrigo Fonseca
No momento em que assina seu bilhete de entrada para Hollywood, ao lançar Disobedience nos EUA, falando de lesbianismo no seio da ortodoxia judaica, o chileno Sebastián Lelio cruza os dedos para que seu Uma Mulher Fantástica faça bonito na festa dos Platino 2018, neste domingo, na Riviera Maia, em Cancun. A ilha da fantasia dos mexicanos vai sediar o Oscar da latinidade este ano, no complexo hoteleiro XCaret, reunindo celebridades das três Américas e destacando o Brasil em diferentes categorias: nossas maiores chances estão na láurea de Melhor Direção de Arte, no qual Renata Pinheiro concorre por Zama (um dos favoritos); e Melhor Animação, com “Lino”, dublado por Selton Mello. Mas Lelio é quem saiu disparado na competição, com nove indicações para o drama estrelado por Daniela Vega sobre uma cantora trans alvo de preconceitos. O longa-metragem foi oscarizada com a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro em março e recebeu o prêmio de Melhor Roteiro na Berlinale 2017. Quem guia a festa dos Platino no domingão será o astro rei do México na comédia: Eugenio Derbez, diretor e estrela de Não Aceitamos Devoluções (2013), fenômeno popular em seu país. Ele ganhou uma homenagem do evento, nesta sexta, em tributo ao conjunto de sua carreira.

Campeão de bilheteria, Eugenio Derbez pilota a festa do Oscar latino em Cancun

Todo ano, a láurea ibero-americana confere uma homenagem a uma personalidade do continente: Adriana Barraza é a celebridade da vez. Esta mexicana de 62 anos concorreu ao Oscar de Melhor Coadjuvante em 2007 por Babel e tem uma longeva carreira como atriz e diretora.

Eis as categorias mais disputadas dos Platino:

Melhor filme:

“A Cordilheira”, de Santiago Mitre
“A livraria”, de Isabel Coixet
“Últimos dias em Havana”, de Fernando Pérez
“Uma Mulher Fantástica”, de Sebastián Lelio
“Zama”, de Lucrecia Martel
Melhor direção:
Álex de la Iglesia (“Perfectos desconocidos”)
Isabel Coixet (“A livraria”)
Fernando Pérez (“Últimos dias em Havana”)
Lucrecia Martel (“Zama”)
Sebastián Lelio (“Uma mulher fantástica”)
Melhor atriz:
Daniela Vega (“Uma mulher fantástica”)
Antonia Zegers (“Los perros”)
Emma Suarez (“Las hijas de abril”)
Maribel Verdú (“Abracadabra”)
Sofía Gala Castiglione (“Alanis”)
Melhor ator:
Alfredo Castro (“Los perros”)
Daniel Giménez Cacho (“Zama”)
Javier Bardem (“Loving Pablo”)
Javier Gutiérrez (“El autor”)
Jorge Martínez (“Últimos dias em Havana”)
Melhor Animação:
“Deep”
“El libro de Lila”
“História antes de uma história”
“Lino – Uma aventura de sete vidas”
“Tadeo Jones 2: O segredo do Rei Midas”
Melhor documentário:
“Dancing Beethoven”
“Exercícios da memória”
“O pacto de Adriana”
“Los niños”
“Muchos hijos, um mono y um castillo”