Canosaone: um programa de rádio obrigatório

Canosaone: um programa de rádio obrigatório

Rodrigo Fonseca

22 Julho 2016 | 10h22

Rastros de Ódio The Searchers

É raro o ambiente para a fruição de músicas de cinema nas rádios do Brasil, mas há um reduto de resistência que, a cada quinta-feira, sofistica sua potência. O melhor das melodias compostas especialmente para a telona tem um lugar cativo, semana a semana, na Rádio MEC FM RJ (99,3Hz). Seu lar é o programa Kinoscope, acessível a ouvintes não cariocas via http://radios.ebc.com.br/mecfmrio. A curadoria fica a cargo do pesquisador que, nos anos 1970 e 80, levou o melhor do cinema brasileiro e hispano-americano para os EUA: o exibidor e locutor Fabiano Canosa. Programador do Public Theatre, em Nova York, ele exportou o que havia de mais autoral na nossa produção audiovisual para os americanos, realizando ainda retrospectivas de gênios europeus para os nova-iorquinos. Agora, em sua militância radiofônica, Canosa luta para manter viva a apreciação das trilhas sonoras. Hoje, sexta-feira, 22 de julho, é aniversário deste agitador cultural, a quem o cinema nacional deve um “Parabéns!” e um “Muito obrigado!” com louvor. Memória viva das experiências narrativas, ele solta filigranas de sua cinefilia a cada programa, contribuindo para a edificação do patrimônio cultural do país.  A foto aqui é do filme preferido dele, Rastros de Ódio, como um presente de amigo (e fã).