Cabíria Festival celebra potências femininas

Cabíria Festival celebra potências femininas

Rodrigo Fonseca

06 de outubro de 2021 | 10h32

Rodrigo Fonseca
Programado para estrear na streaminguesfera no dia 20, “Rã”, de Julia Zakia e Ana Flávia Cavalcanti, é uma (boa) amostra da conexão entre a MUBI, plataforma de experimentos audiovisuais, e o Cabíria Festival, que inaugura nesta quarta-feira sua terceira edição. Online e gratuito, o evento – pilotado por Marília Nogueira e Vânia Matos – segue até 17 de outubro incluindo debates, painel, mesa, masterclass, estudos de caso e oficinas. Entre 25 e 29 de outubro, promove ainda o Cabíria LAB, ambiente de desenvolvimento de histórias e talentos voltado para as finalistas do Cabíria Prêmio de Roteiro. A dobradinha com a MUBI ganha um plus no dia 25, com a sessão de “Rebu – A Egolombra de uma Sapatão Quase Arrependida”, da diretora Mayara Santana. “Documentira”, de Agnès Varda, também irá para o www.mubi.com.

Este ano, vinte e cinco filmes e dez microfilmes integram a programação do Cabíria, cujo tema de 2021 é “Inspirar para Respirar”. A homenageada desta edição é a diretora Lucia Murat, numa releitura de seus longas-metragens: “Que Bom Te Ver Viva” (1989); “Maré, Nossa História de Amor” (2007), “A Memória Que Me Contam” (2013); “Em Três Atos” (2015) e “Ana. Sem Título” (2020). Este último terá exibição especial em parceria com o Telecine Play, disponível somente no dia 16. O debate com a será no encerramento do festival, no dia 17, às 19h, mediado pela jornalista e crítica de cinema Flávia Guerra, no Youtube do Telecine.
As 35 produções do evento podem ser assistidas gratuitamente em várias plataformas. Os dez microfilmes da II Mostra Imaginários Possíveis estarão nas redes da Hysteria, a produtora de conteúdo da Conspiração voltada para ampliar a inserção feminina no mercado audiovisual. Os outros longas e os 11 curtas-metragens serão exibidos nas plataformas Videocamp. Para acessar basta preencher um cadastro simples. As produções terão períodos diferentes de exibição, por isso é importante ficar atento à programação no site do festival. As demais atividades como debates, painel, mesa, estudos de caso e masterclasses estarão distribuídas entre o Youtube e o Zoom. Para conferir e acompanhar toda a programação é só clicar no site: www.cabiria.com.br.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.