Balanço 2021: os 16 melhores do ano e os 7 piores

Balanço 2021: os 16 melhores do ano e os 7 piores

Rodrigo Fonseca

30 de dezembro de 2021 | 12h33

RODRIGO FONSECA
BALANÇO DO ANO

É hora de polêmicas, de laços cortados, de lágrimas derramadas de aplausos, saudades, sonhos e sucessos.

OS MELHORES
1) “DRUK – MAIS UMA RODADA” (“Another Round”), de Thomas Vinterberg
2) “A MÃO DE DEUS” (“È Stata La Mano Di Dio”), de Paolo Sorrentino
3) “BEGINNING” (“Dasatskisi”), de Dea Kulumbegashvili
4) “MARIGHELLA”, de Wagner Moura
5) “UNDINE”, de Christian Petzold + “O ÚLTIMO DUELO” (“The Last Duel”), de Ridley Scott
6) “INFILTRADO” (“Wrath of Man”), de Guy Ritchie
7) “O ESQUADRÃO SUICIDA” (“The Suicide Squad”), de James Gunn + “NÃO OLHE PARA CIMA” (Don’t Look Up”), de Adam McKay + “MALIGNO” (“Malignant”), de James Wan
8) “JUDAS E O MESSIAS NEGRO” (“Judas and the Black Messiah”), de Shaka King
9) “7 PRISIONEIROS”, de Alexandre Moratto + “MADRE”, de Rodrigo Sorogoyan
10) “HOMEM-ARANHA: SEM VOLTA PRA CASA” (“Spider-Man: No Way Home”), de Jon Watts
11) “NOMADLAND” + “ETERNOS” (“Eternals”), ambos de Chloé Zhao
12) “BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE”, de César Cabral + “MATRIX RESSURRECTIONS”, de Lana Wachowski
13) “A CRÔNICA FRANCESA” (“The French Dispatch”), de Wes Anderson + “QUEM VAI FICAR COM MÁRIO?”, de Hsu Chien
14) “ATAQUE DOS CÃES” (“The Power of the Dog”), de Jane Campion + “VOLUNTÁRIO **1864”, de Sandra Kogut
15) “AINDA HÁ TEMPO” (Falling”), de Viggo Mortensen + “ANNETTE”, de Leos Carax
16) “BAGDÁ VIVE EM MIM”, de Samir + “NOITE DE REIS” (“La Nuit Des Rois”), de Philippe Lacôte

OS PIORES
1) “O HOMEM IDEAL” (“Ich bin dein Mensch”), de Maria Schrader
2) “ENCANTO” (“Enchant”), de Jared Bush, Byron Howard e Charise Castro Smith
3) “DUNA” (“Dune”), de Denis Villeneuve
4) “MORTAL KOMBAT”, de Simon McQuoid
5) “LUCA”, de Enrico Casarosa
6) “APRESENTANDO OS RICARDOS” (‘’Being The Ricardos”), de Aaron Sorkin
7) “A GUERRA DO AMANHÔ (“The Tomorrow War”), de Chris McKay

Wirley Contaifer ganha o Prêmio P de Pop 2021

DESTAQUES:
MELHORES DUBLAGENS DO ANO:
Armando Tiraboschi (como Jason Statham) em “Infiltrado” + Sheila Dorfman (como Sandra Bullock) em “Imperdoável” com menção honrosa para Christiano Torreão (como Leonardo DiCaprio) em “Não Olhe Para Cima”
MELHORES COADJUVANTES DO ANO: Marcos Palmeira em “Intervenção” + Cate Blanchett em “Não Olhe Para Cima”
FILMES QUE MERECEM UMA REVISÃO CARINHOSA: “TOM & JERRY – O FILME” (“Tom & Jerry”), de Tim Story; “NENHUM PASSO EM FALSO” (“No Sudden Move”), de Steven Soderbergh; e “MAIS QUE ESPECIAIS” (“Hors Norme”), de Olivier Nakache e Éric Toledano
E O PRÊMIO P DE POP 2021 VAI PARA: Wirley Contaifer, por seu excepcional desempenho em nome da dublagem brasileira e por seu trabalho memorável como Tom Holland em “Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa” e “Cherry”.
TROFÉU RESILIÊNCIA 2021: “Army of the Dead: Invasão em Las Vegas” + “Liga da Justiça – Snyder Cut”, de Zack Snyder

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.