‘Amor, Sublime Amor’ é o eleito da ACCRJ

‘Amor, Sublime Amor’ é o eleito da ACCRJ

Rodrigo Fonseca

05 de fevereiro de 2022 | 14h52

“Amor, Sublime Amor” foi eleito o melhor filme de 2021 na seleção da ACCRJ, remissiva aos longas lançada de janeiro a dezembro do ano passado

Rodrigo Fonseca
Uma das maiores apostas para o Oscar 2022, que terá suas indicações anunciadas nesta terça, o musical “Amor, Sublime Amor” (“West Side Story”), de Steven Spielberg, foi eleito o melhor filme de 2021 pela votação da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro (ACCRJ), realizada neste sábado com base em longas-metragens lançados de janeiro a dezembro do ano passado em circuito e em streaming, coroando as manifestações autorais do audiovisual. No dia 9 de janeiro, a produção – um remake do clássico homônimo dirigido por Jerome Robbins e Robert Wise, em 1961 – conquistou o Globo de Ouro de melhor filme (ao lado de “Ataque dos Cães”) mesmo sem ter se configurado um sucesso comercial à altura do que esperava, com um faturamento estimado em US$ 62 milhões. Foram votados ainda outros nove longas, entre eles um único brasileiro: “Deserto particular”, de Aly Muritiba.
“Spielberg confirma mais uma vez o amplo domínio da cena cinematográfica com seu estilo singular, agora numa adaptação de um clássico”, diz o crítico Ricardo Largman, recém-eleito presidente da ACCRJ. “A escolha de ‘Amor, Sublime Amor’ pela ACCRJ — e dos outros nove filmes — revela a perfeita sintonia dos membros da entidade com uma arte resiliente, cujos mestres continuam produzindo obras notáveis, da mais alta qualidade, mas que traz à tona também nomes novos, igualmente relevantes”.
Completam a lista da associação carioca o já citado “Ataque dos cães”, de Jane Campion; “Cry Macho”, de Clint Eastwood; “Druk – Mais Uma Rodada”, de Thomas Vinterberg; “Judas e o Messias Negro”, de Shaka King; “Meu Pai”, de Florian Zeller; “Nomadland”, de Chlöé Zhao; “O Último Duelo”, de Ridley Scott; e “Tick, Tick… Boom!”, de Lin-Manuel Miranda.

Ao fim de sua votação, a ACCRJ anunciou homenagens aos grandes nomes do cinema que se foram em 2021: os atores Paulo Gustavo, Paulo José e Jean-Paul Belmondo e o diretor Richard Donner. A fim de valorizar a melhor Iniciativa Cinematográfica de 2021, a associação resolveu destacar o empenho de Sérgio Henrique da Silva da Silveira, conhecido como “Gargamel”, pelo projeto Cine Vielas, que exibe filmes em becos e ruelas da comunidade do Vidigal, criando espaços para receber a plateia infantil e compartilhar a cultura cinematográfica.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.