A Casa Branca requebra ao som de Elvis

A Casa Branca requebra ao som de Elvis

Rodrigo Fonseca

08 de abril de 2016 | 18h00

Spacey e Shannon em

Michael Shannon e Kevin Spacey em “Elvis & Nixon”

Baseando em uma fotografia na qual um dos maiores astros da história do rock se encontra com um dos mais polêmicos presidentes dos EUA, a comédia Elvis & Nixon vem sendo esperado como um dos títulos mais criativos da temporada de humor de 2016, esperado já para o Festival de Cannes. No dia 14, o evento francês vai anunciar o menu de sua 69º edição (11 a 22 de fevereiro), mas já há expectativas de que o longa-metragem dirigido por Liza Johnson (de Amores Inversos) esteja no cardápio hors-concours. No longa, Michael Shannon é Elvis Presley e Kevin Spacey vive Richard Nixon. Os dois tiveram uma reunião para decidir os rumos dos Estados Unidos com base no avanço comunista. Estreia no circuito americano no dia 22.

https://www.youtube.com/watch?v=m4n267_OeXo

Ainda não se sabe que títulos vão concorrer na Croisette este ano, sob os auspícios do júri presidido pelo cineasta australiano Geoge Miller (de Mad Max: Estrada da Fúria), mas algumas projeções já são dadas como apostas certas: o thriller Jogo do Dinheiro (Money Monster), da americana Jodie Foster, o melodrama Julieta, do espanhol Pedro Almodóvar; o épico Zama, da argentina Lucrecia Martel; o suspense Elle, do holandês Paul Verhoeven; e o drama Juste la Fin du Monde, do canadense Xavier Dolan. Os longas brasileiros mais cotados são Animal Cordial, de Gabriela Amaral Almeida; Vazante, de Daniela Thomas; Era El Cielo, de Marco Dutra; O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues; Redemoinho, de José Luiz Villamarim; e O Filme da Minha Vida, de Selton Mello.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.