25 filmes para a lista da Eternidade

25 filmes para a lista da Eternidade

Rodrigo Fonseca

06 Abril 2017 | 14h19

“Bye Bye Brasil” (1979): pérola nacional

RODRIGO FONSECA
Sacudiu os ânimos da imprensa cinematográfica brasileira o pedido do crítico e pesquisador Chico Fireman de organizar, com a ajuda de vários jornalistas, uma lista com os 20 maiores filmes de todos os tempos, seja por ordem de importância estética, histórica ou pessoal. A seleta abaixo é diferente da que o P de Pop enviou pra ele. Tem 25 aqui. Mas é um cardápio de obrigatoriedades… ou no mínimo, de discussões anunciadas.

 

“Akira”, de Katsuhiro Otomo

Akira (1988), de Katsuhiro Otomo

O Último Tango em Paris (1972), de Bernardo Bertolucci

O Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (2004), de Michel Gondry

O País de São Saruê (1971), de Vladimir Carvalho

Z (1969), de Costa-Gavras

A Comilança (1973), de Marco Ferreri

Lanternas Vermelhas (1991), de Zhang Yimou

All That Jazz (1979), de Bob Fosse

Caminhos Mal Traçados (1968), de Francis Ford Coppola

Doutor Jivago (1965), de David Lean

Bye Bye Brasil (1979), de Cacá Diegues

Dumbo, de Walt Disney (com Samuel Armstrong, Norman Ferguson, Wilfred Jackson,  Jack Kinney, Bill Roberts, Ben Sharpsteen e John Elliotte)

Ouro e Maldição, de Eric von Stroheim

Stallone Cobra (1986), de George Pan Cosmatos

A Mulher do Lado (1981), de François Truffaut

Noite Vazia (1964), de Walter Hugo Khouri

Gimme Shelter (1970), de Albert e David Maysles com Charlotte Zwerin

Caçadores de Emoção (1991), de Kathryn Bigelow

Nós Que Nos Amávamos Tanto (1974), de Ettore Scola

Conrack (1974), de Martin Ritt

Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008), de Christopher Nolan

A Rotina Tem Seu Encanto (1962), de Yasujiro Ozu

Carne Trêmula (1997), de Pedro Almodóvar

Os Cafajestes (1962), de Ruy Guerra

O Dia da Ira (1967), de Tonino Valerii

Mais conteúdo sobre:

Chico FiremanAkiralista