Kali Uchis é o momento
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kali Uchis é o momento

Murilo Busolin Rodrigues

27 de março de 2021 | 20h00

Karly-Marina Loaiza demorou, mas finalmente conseguiu furar a bolha de artistas nichados para se tornar uma das grandes apostas da música mundial em 2021.

Mais conhecida como Kali Uchis, a cantora norte-americana é filha de colombianos, tem 26 anos e é a dona do maior hit latino desse primeiro trimestre, telepatía.

‘Sin Miedo (del Amor y Otros Demonios)’ é uma mistura de um pop ousado com r&b e todas as referências latinas que acompanham a maturidade musical de Kali Uchis. FOTO: Divulgação/Interscope

 

A música integra o seu segundo álbum de estúdio Sin Miedo (del Amor y Otros Demonios), lançado em novembro de 2020.

A faixa não havia recebido investimento como música de trabalho e cresceu naturalmente por conta de virais de maquiagem no TikTok. De um challenge para outro, os versos cativantes com misturê de línguas ganharam a atenção do grande público rapidamente.

Quase que de maneira 100% orgânica, ela agora ocupa o terceiro lugar entre as faixas mais reproduzidas no Spotify Mundial e também leva a medalha de bronze entre as mais executadas dos Estados Unidos.

São mais de 4 milhões de reproduções diárias em telepatía.

Mas o vulcão caliente Kali Uchis não explodiu da noite para o dia sem trabalhar incansavelmente para romper as barreiras enfrentadas por uma artista feminina latina.

Era questão de tempo para a originalidade de Kali Uchis explodir na indústria da música. FOTO: Instagram / Divulgação @kaliuchis

A americana-colombiana produziu sozinha (utilizando somente o seu MacBook) o pontapé de sua carreira em 2012, a mixtape Drunken Babble.

Em 2015, com produções mais arranjadas e assinadas por nomes como Diplo e Tyler The Creator, Uchis lançou o seu primeiro EP, Por Vida. O material já dava indícios da originalidade da artista

Vai procurar pelo som da americana-colombiana? Recomendo começar pelo EP ‘Por Vida’. FOTO: Divulgação / ‘Por Vida’

Em Get You, colaboração de 2016 com Daniel Caesar, ela ganhou o seu primeiro sucesso comercial. A música conseguiu certificado de tripla platina pelas mais de três milhões de cópias comercializadas nas terras do Tio Sam (número que inclui vendas digitais, visualizações e streamings).

Sin Miedo é o primeiro disco de sua carreira em que o espanhol predomina em todas as faixas – e é onde destaco o diferencial de Kali no meio de tantos latinos que ascenderam nos últimos anos.

Desde as suas primeiras músicas, Uchis mostra autenticidade em transitar com facilidade entre os mais variados estilos musicais, como R&B, bolero e o soul latino.

E como uma amante da diversidade dos gêneros musicais, ela também é influenciada pela música brasileira.

Isso fica claro na faixa de abertura do seu disco de estreia (Isolation, 2018, totalmente em inglês). Eu falo de Body Language, que respira o melhor da bossa nova.

Não precisa agradecer pela dica.

A instrumentista tem como marca registrada a atmosfera sensual inserida em todas as suas canções.

Ela também nunca amenizou o sotaque marcado em cada verso e jamais se arriscou em se lançar como uma exclusiva artista bilíngue.

Kali canta em inglês e espanhol ao mesmo tempo porque faz parte da sua personalidade criativa.  Ela coloca sua essência em tudo, produzindo e coproduzindo da música ao videoclipe.

Ao todo, Kali tem uma mixtape ‘Drunken Babble’, dois EP’s ‘Por Vida’ e ‘To feel Alive’ e dois álbuns – ‘Isolation’ e ‘Sin Miedo (del Amor y Otros Demonios)’. FOTO: Reprodução/Instagram @kaliuchis

Quer mais um indício de que 2021 será conhecido como o ano em que sua carreira decolou de vez?

A cantora ganhou o seu primeiro Grammy dias atrás na categoria de Melhor Gravação de Dance, sua parceria na ótima faixa 10% de Kaytranada.

Termine este texto e corra para ouvir telepatía no repeat.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.