Quando a síndrome de VIP chega ao show do Morrissey!

Estadão

11 de fevereiro de 2012 | 14h28

Quando eu era adolescente ir a um show de quem a gente amava MUITO era assim. Você chegava cinco horas antes. Ficava em uma fila morrendo. E depois entrava sendo pisoteada para ficar na frente do palco, no chamado gargarejo, onde babávamos pelo  nosso ídolo e éramos esmagados.

Fã que é fã passa por tudo isso (e sim, é preciso ser muito jovem para ter essa, humm, energia). Não mais. Desde que inventaram uma coisa chamada pista Premium, bem adequada aos tempos de hoje, que separa ricos e pobres (ai, as “Mulheres Ricas”, de novo),  famosos e anônimos, o tempo todo.

A tal pista Premium funciona assim. Se você é celebridade, você é VIP. E por isso fica ali, longe do POVO. E se você não é, BEM, você paga mais para ficar na frente. O resto, bem, o resto fica separado dos escolhidos (e não do ídolo) por uma GRADE.

Estamos na temporada dos VIPS. Os camarotes “para poucos” invadem o Carnaval da Bahia e do Rio de Janeiro. “Sou famoso, sou melhor que você, vejo melhor”. Ou tenho dinheiro. Eu pago. A força da grana.

Chato ver que isso chegou também ao mundo do rock, do pop, chamem do que quiser. Bem, Morrissey, que já se autodenominou “o rei dos párias”, e é isso que o cantor inglês é mesmo, uma espécie de ídolo dos “esquisitos”, vem ao Brasil. Para quem é fã do deus (eu, por exemplo) isso é um acontecimento e tanto.

Os fãs do Morrissey são fanáticos que se espalham pelo mundo. Alguns têm seu nome tatuado no corpo. Mas os párias vão ter que ver de longe. A tal pista Premium entrou com tudo na jogada. Os ricos vão ficar na frente junto com os famosos. E os párias vão ficar atrás de uma grade que os separa não do cantor, mas dos “que podem”.

Nunca um pária foi tão pária. É a “vipização’ do mundo. Mais uma maneira de separar as pessoas por castas. O Carnaval vai nos dar uma aula disso. Triste, não¿ Ou como diria o Morrissey: “This Word is designed for crashing bores”. Algo do tipo: “Esse mundo é projetado para gente chata pra caramba.”

PS. E eu devo ser uma delas, sim, sou fã, já comprei minha pista VIP!

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

#CELEBRIDADES #MORRISSEY #POP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: