Nova modalidade de espetáculo: a alta hospitalar

Estadão

10 Julho 2012 | 13h43

“É sangue mesmo, não é merthiolate, todos querem ver e comentar a novidade, tão emocionante um acidente de verdade. Estão todos satisfeitos com o sucesso do desastre”
Renato Russo, Metrópole

No Rio de Janeiro, os paparazzi têm alguns pontos fixos. As ruas do Leblon, o restaurante Celeiro, a praia em frente ao Baixo Bebê (para surpreender crianças filhas de famosos, que acabam sendo consideradas celebridades também) e as portas das maternidades, onde é rotina fotografar mulheres “indo para casa com o bebê nas mãos”. Tudo é espetáculo. Mas o show chega às raias do assustador quando vemos uma nova modalidade de “almoço com as estrelas”: a alta hospitalar.

Os fotógrafos de celebridades já têm um ponto escolhido em São Paulo para se “postar” e procurar o melhor ângulo: o Hospital Sírio-Libanês, um centro de excelência de medicina onde se trataram pessoas como Reynaldo Gianecchini, Lula, Hebe Camargo e Pedro Leonardo, o filho do cantor Leonardo, que teve alta ontem depois de sofrer um grave acidente de carro.

Sim, quando alguém fica muito doente, os fãs torcem para que a pessoa se recupere. E não, ninguém aqui está julgando familiares e doentes em recuperação. Pelo contrário. Absurdo é ver o quanto tudo vira SHOW.

A saída de Pedro Leonardo do tal hospital foi transmitida pela TV com link ao vivo. O mesmo aconteceu com Reynaldo Gianecchini, que, educadíssimo, teve que parar e falar antes de entrar no carro para se recuperar em casa depois de sair do tal hospital.

Agora, os doentes precisam descansar, mas a mídia (e a gente que lê essas notícias) parece que não deixa. No portal de uma revista. “Pedro Leonardo come galinhada”. A notícia avisa que o cantor chegou em casa e pediu seu prato preferido, uma galinhada. E ainda dá a receita do prato.

Que curiosidade mórbida é essa que nos move? Vale tudo por audiência, clique etc? Uma pessoa para se recuperar não precisa ficar quieta e descansando? Por que nos interessa acompanhar TODOS os detalhes dessa recuperação? Um convalescente precisa descansar. Mas se você for famoso, bem, você só conseguirá isso depois que vários flashes pipocarem em sua cara.

“Vai passar na televisão, vai passar na televisão”.