Manifesto contra o homem de “barriga tanquinho”

Estadão

17 de setembro de 2012 | 17h46

Há anos o amigo Xico Sá já avisava: “homem que é homem não sabe a diferença entre estria e celulite”. Pois dou uma sampleada básica no irmão e afirmo: “mulher que é mulher não sabe a diferença entre uma barriga tanquinho e uma barriga “normal””.

Motivo de colocar o assunto em pauta. Antes, só as mulheres (e o jogador Ronaldo Fenômeno, coitado) eram perseguidas pela patrulha da estética. Agora, a indústria da fofoca começa a exibir “tanquinhos” dos homens famosos como se isso fosse um “plus” a mais. “Fulano de tal exibe barriga tanquinho durante corrida”. Esse virou um título bastante encontrado por aí nas revistas de celebridades.

Os mesmos sites e as mesmas revistas que mandam as mulheres “conquistarem” uma barriga negativa (saiba lá o  que é  isso) agora escrevem para os homens: “conquiste uma barriga tanquinho em uma semana”. Fim dos tempos.

Vamos lá. Não é porque a patrulha nos persegue que queremos que ela agora atinja também os homens. O ideal é que ninguém seja patrulhado. Mas não. Esse alerta vem tarde, pois já existe até  “galeria de fotos de tanquinho”.

Se você é homem, uma dica, nós, mulheres, não ligamos para isso, não. E não, não vamos ficar na praia medindo se a sua barriga tem ou não “gomos”.  Não caiam nessa, não virem vítimas como a maioria de nós já virou. Vocês ainda têm tempo de escapar. Quer ser um cara legal, seja bacana! Seja gentil. Isso não tem nada, nada mesmo a ver com dobras na barriga “trabalhadas” em academia.

De neuróticas, basta a gente. Quer dizer, que a gente deixe de ser tão neurótica. E para Ronaldo Fenômeno, um conselho, se te convidarem para o quadro “Medida Certa”, do Fantástico (noticias falaram que isso iria acontecer), não aceite. Você é ótimo do jeito que é. Relaxa

E para os homens: escapem da ditadura do corpo que agora quer pegar vocês. Fujam bem rápido enquanto é tempo. E pensando aqui: um mundo povoado só por homens com barriga tanquinho seria um mundo… chato.   Tão chato quanto um cara narcisista preocupado em conquistar a barriga “dos sonhos”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.