Na TV: A farsa do vestido “perfeito” e do casamento “ideal”

Estadão

12 de junho de 2012 | 13h33

Você tem um namorado legal e vocês decidem casar. Normal.  Ótimo. Mas é preciso que o “pedido” seja o mais original e incrível do mundo. Ele será gravado e colocado na Internet, com a data dos pombinhos para que todas as pessoas do mundo inteiro possam ver. Não basta viver. É preciso exibir.

Sim, essa parece ser uma nova modalidade de competição. As pessoas competem para ver quem dança melhor em programas de TV, quem faz o melhor bolo e agora também para ver quem é mais romântico na hora de fazer o pedido. No Youtube, milhares de vídeos com pedidos de casamentos exóticos podem ser encontrados. E, o mais absurdo, há também tutoriais que dão ideias de como fazer o tal grande pedido. Um deles, onde todos os familiares da noiva aparecem fazendo uma coreografia bizarra, está sendo chamado de O MELHOR PEDIDO DE CASAMENTO DO MUNDO e foi exibido no programa dominical Fantástico. E um jovem apaixonado brasileiro tentou (com ajuda do programa) superar e fazer um mais legal ainda. Tudo gravado e transmitido, claro. Senão, quanto vale o show?

Bem, antes de tudo, essa coisa de grande pedido de casamento nem existia no Brasil. Não era uma tradição, mas tudo bem. Quem quer fazer assim, que faça. Isso se parasse por aí. Mas não para.

Depois de ter o pedido de casamento “ideal”, você precisa achar o vestido de noiva dos sonhos. E para isso há um programa de TV: “O vestido ideal”, exibido semanalmente pelo canal Discovery Health. O mesmo canal exibe também “Casamentos Espetaculares”. Óbvio,  depois do pedido MAIS LEGAL DO MUNDO e do  MELHOR vestido, você precisa  também da MAIOR  festa. Tudo tem que ser ideal, como se ideal existisse, assim como príncipe encantado e Papai Noel.

E o que acontece quando as luzes de TV se apagam?  Bem, difícil imaginar que essa gente toda não vá cair em depressão. A vida real está completamente fora do ideal e não é a melhor do mundo para ninguém. Mas não, muitos adultos de 2012 parecem estar afins de brincar de Barbie Noiva, com a cinturinha da boneca e tudo. A TV incentiva e ganha dinheiro com isso. E se der tudo errado? Bem, é só ver, no mesmo canal, o programa “Como salvar seu casamento.” Medo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.