BBB: por quanto tempo ainda vamos lembrar de Monique e Daniel? Uma semana?

Estadão

21 de março de 2012 | 16h26

Há dois meses, um escândalo. Um suposto caso de abuso sexual no BBB virou assunto na firma, no boteco, nas redes sociais e no cabeleireiro. Um participante, Daniel, teria supostamente abusado sexualmente de uma colega, Monique, enquanto ela dormia. Todo mundo chiou. E a Globo mostrou não estar preparada para lidar com crises na hora em que escamoteou o fato, para depois voltar atrás (só quando a polícia entrou na casa) e tirar Daniel do programa. Nada ficou muito explicado pela emissora. Muito tempo depois, alguém publicou que Daniel vivia trancado, sustentado pela Globo.
Fica a dica. Se a Globo tivesse jogado limpo e explicado para seus telespectadores um pouco mais claramente o que tinha acontecido, tudo teria sido mais simples. E se a empresa tivesse contado em comunicado que Daniel vivia em um flat por causa dos motivos “x” tudo talvez ficasse mais claro. O escândalo teria sido menor e o vexame da emissora também.
Ok. Era preciso esperar Monique ser eliminada do programa para saber o que de fato tinha acontecido. Resultado, expedido segunda-feira: o caso foi encerrado pela Justiça, depois das duas partes serem ouvidas. Daniel apareceu nos jornais da emissora falando que queria que sua vida “voltasse ao normal” e deu uma entrevista para o programa da Ana Maria Braga onde disse que passou por dias difíceis. Espera-se que uma fama de estuprador provada injusta pela lei (sim, se a Justiça decidiu, é nela que vamos acreditar) não cole no rapaz.
Mas, agora, pensando bem, quem se importa? Será que é preciso se preocupar? Ninguém nem lembra mais que Pedro Bial soltou um “amor é lindo” para falar do “casal” enquanto todo mundo gritava do lado de fora que poderia ser estupro. Ninguém lembra mais que a casa do BBB foi invadida pela polícia. Sim, se existia a suspeita, ela tinha que ser investigada. Provou-se infundada, ótimo.
Em tempos em que a informação tem mais velocidade do que um carro esportivo de luxo, lembramos de pouca coisa. E daqui a alguns meses, alguém vai dizer: quem é Monique mesmo? E Daniel? Eles vão evaporar no ar. Junto com o “escândalo”, a gafe da Globo e tudo que “sobra” do BBB. Nossa memória nunca foi tão curta. E o mundo acaba de ganhar, depois das sub celebridades, os sub escândalos.

Tudo o que sabemos sobre:

BBB TV

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: