Sem novidades no Sertanejo Pop Festival 2012

Cristiane Bomfim

23 de setembro de 2012 | 12h05

POR CRISTIANE BOMFIM
cristiane@gmail.com

Mais magro e visivelmente abatido com a morte da irmã Luciana Lima, de 26 anos, na madrugada do dia 16, o cantor Gusttavo Lima foi o primeiro – de quatro atrações – a subir no palco do Espaço das Américas, na zona oeste de São Paulo ontem, 22. Com repertório que incluiu Gatinha Assanhada, 60 segundos, Balada boa, Tsunami, ele abriu às 19h45 a terceira edição do Sertanejo Pop Festival na capital paulista.

[galeria id=4471]

Antes, em coletiva de imprensa, questionado sobre o fato de não ter cancelado nenhum show, ele afirmou ser o único da família que não podia “fraquejar”. “Se eu disser que não estou sofrendo, é mentira. Eu estou rindo para não chorar”, começou. “Eu sou o caçula de uma família muito grande. Eu sou o único que não pode fraquejar. Sou o esteio da minha família e tenho que me mostrar o mais forte. Porque se eu fraquejar, acaba tudo”, disse.

O Sertanejo Pop Festival deste ano foi reduzido para um dia de programação e teve um público menor – que não chegou a lotar o Espaço das Américas. Além disso, a única atração que não se apresentou em alguma das festas anteriores em São Paulo foi a nova dupla Thaeme e Thiago. Para se ter uma ideia, Fernando e Sorocaba participou das três edições. “Não acho que o sertanejo está perdendo força. Pelo contrário. Acho que neste ano o sertanejo foi diluído em mais eventos de qualidade”, disse Sorocaba.

Também em 2012, a proposta de levar algum artista que represente o sertanejo mais clássico foi deixada de lado. Em 2010, Chitãozinho e Xororó foram os escolhidos como representantes e, em 2011, foi a vez de Victor e Leo. A explicação dada pela assessoria de imprensa do evento é que em dezembro, o festival ocorrerá pela primeira vez em Vitória,  no Espírito Santo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.