Impressões sobre o DVD de Gusttavo Lima

Cristiane Bomfim

01 de maio de 2012 | 17h08

Por Cristiane Bomfim

Quem assistiu o primeiro dia de gravação do terceiro DVD de Gusttavo Lima, que aconteceu no sábado, 28, no Credicard Hall, em São Paulo, encontrou um cantor nervoso. Pelo menos nas primeiras músicas.  Mas não viu as participações especiais de Eduardo Costa, Alexandre Pires e do jogador  Neymar, atacante do Santos. Por outro lado, quem comprou ingresso para a apresentação de domingo, 29, não encontrou as 10 bailarinas fazendo  coreografias no palco.

A imprensa teve autorização para cobrir apenas o show de sábado. Portanto, fica difícil dizer qual será o resultado final do DVD. Talvez seja essa a ideia. Mas o que dá para adiantar é que o novo trabalho de Gusttavo Lima terá mais músicas animadas que românticas. Ou melhor, mais músicas para tocar na balada como: As minas pira na balada, Água de Bar, Gatinha Assanhada e Doidaça. Uma delas deverá ter a função de substituir a famosa Balada Boa (Tchê tcherere tchê tchê), que virou hit internacional e está entre as mais compradas nos sites do iTunes na Holanda, Bélgica e Suíça.

A escolha do repertório – repleto de músicas inéditas – também complicou a vida do público que não conseguia acompanhar as letras. Coro mesmo só durante Balada Boa e a romântica 60 segundos. É que apesar do sucesso estrondoso, agenda lotada de shows e cachê altíssimo, Gusttavo Lima é um cantor com pouco tempo de carreira e, consequentemente, com poucas músicas de repercussão nacional.

O começo foi nervoso. O cantor errou a letra das primeiras músicas, assumiu a tensão, disse estar com a boca seca e pediu água. As bailarinas deram um ar de anos 1980 e 1990 ao show e lembravam as apresentações de duplas como Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo e Zezé di Camargo e Luciano. O palco grandioso tinha uma pista que aproximava o cantor do público, mas foi pouco usada.

Uma longa pausa para para a troca de roupas (quando a banda que tocou sucessos de Paula Fernandes e Maria Cecília e Rodolfo) esfriou o público. Mas o cantor voltou mais calmo e com a voz rouca. “Será que ele vai conseguir cantar amanhã?”, perguntou uma fã.

Depois de tantas músicas animadas, Gusttavo encerrou o show com a gospel DNA, que já foi gravada por Anderson Barony. Muita gente, no ritmo da balada, não entendeu a escolha. Muito menos a letra que fala do poder de Deus na criação de tudo que existe. Não combinou.

Após o termino da primeira apresentação, o empresário do artista, Eduardo Maluf, comemorou no Twitter e agradeceu o empenho da equipe. A previsão é que o DVD chegue nas lojas em setembro. Quem foi no domingo disse que o show foi melhor.

Tendências: