Dorgival Dantas grava DVD com presença de Jorge & Mateus e Cesar Menotti & Fabiano

Cristiane Bomfim

28 de julho de 2013 | 23h07

POR CRISTIANE BOMFIM
(cristiane@gmail.com)

Foto: Fred Pontes/Divulgação

Pouca gente sabe, mas o primeiro grande sucesso de Jorge e Mateus foi escrito por Dorgival Dantas, um quase anônimo em São Paulo. Antes de consagrar a dupla, a música “Pode Chorar” – gravada em 2007 – foi um sucesso no nordeste na voz do grupo Aviões do Forró. “Você não Vale Nada” – outra canção de Dorgival – interpretada pela banda Calcinha Preta virou sucesso ao entrar na novela global “Caminho das Índias”. Mas não para por ai. Michel Teló, Bruno e Marrone, Alexandre Pires, entre outros, já gravaram suas músicas. E foi para celebrar a carreira e ultrapassar os limites do nordeste que o cantor, compositor, sanfoneiro, tecladista e produtor musical (ufa!) convidou um time de peso para participar do primeiro DVD de uma carreira que começou em 1985, quando ainda tinha 14 anos.

Para o feito, escolheu a casa se shows Siará Hall, em Fortaleza, no Ceará, cidade onde mora atualmente. Subiu no palco às 23h20 da última quarta-feira, dia 24, para um caloroso público de 6.5000 pessoas. Teve ao seu lado importantes nomes da música brasileira: Flávio José, Aviões do Forró, Bel Marques, Chambinho, Jorge e Mateus, além de Cesar Menotti e Fabiano. Por motivos pessoais Elba Ramalho e o pagodeiro Thiaguinho não puderam comparecer.

[galeria id=7261]

Com repertório autoral, decoração simples no palco e uma simpatia que é rara hoje em dia, o músico viu de cima do palco uma multidão que sabia de cor suas letras e cantava uníssona cada frase de suas canções. E, apesar de os aparelhos de ar condicionado parecerem não funcionar e do calor quase insuportável que estava no local, o local só esvaziou quando as cortinas se fecharam e as luzes apagaram.

Ao lado de Chambinho José cantou “Amor Covarde”. Com Xandy interpretou “Diga”. A música “Conselho Amigo” teve a participação de Solange. Flávio José foi convidado para cantar “Pra Você Voltar Pra Mim”. A faixa “Declaração” levou Cesar Menotti e Fabiano ao palco. Bel Marques soltou a voz em “Valeu” e Jorge e Mateus foram escolhidos para colocar a voz em “Paixão Errada”. Esta última, aliás, é uma das favoritas de Cesar Menotti. “É uma música que gostaria de ter gravado. Acho que comemos mosca. Mas quem sabe role outra oportunidade”, disse Cesar Menotti. No total, foram 22 faixas. A última teve a presença dos filhos e sobrinhos do cantor no palco.

“Eu busquei as parcerias de coração mesmo. Somos amigos antes de sermos artistas”, contou após a apresentação. Ainda emocionado com a proporção do show o cantor disse não se preocupar em ver suas músicas virarem sucesso na boca de outros artistas. “A vida é uma escada. Você tem que realmente subir o primeiro degrau, olhar se está firme”, disse. Tudo isso para dizer que sabe esperar a hora certa e fica feliz por ser um compositor reconhecido. Aliás, a humildade de Dorgival é algo que impressiona. O apelido “poeta” não se refere apenas às letras das canções. O compositor transforma respostas simples em versos, conversas em poemas:

“Tem dois tipos de artistas. Uns que se espelham nas estrelas do céu. Ficam lá brilhando para a gente todos os dias. E uns que, às vezes, não respeitam realmente o povo. E botam na cabeça que são artistas e aí ficam quem nem aquelas estrelinhas que nem dá tempo de fazer um pedido e se apagam”, disse ele sobre ser artista. A previsão é que o álbum chegue às lojas antes do fim do ano.

Tendências: