Bruno Medina escreve 2º post sobre Michel Teló

Cristiane Bomfim

05 de janeiro de 2012 | 16h30

Por Cristiane Bomfim

Mil trezentos e cinco comentários foram publicados no post “Carta Aberta ao Michel Teló” escrito ontem, 4, pelo tecladista da banda Los Hermanos, Bruno Medina. No texto, o integrante de uma das bandas nacionais mais bem faladas nos últimos tempos usa da ironia para desejar boa sorte ao sertanejo que bombou no Brasil, Europa e América Latina por causa da música Ai se eu te pego. Leia o último parágrafo:

“Antes de correr o risco de me estender demais, gostaria de desejar que sua turnê internacional, que se inicia agora em janeiro, seja a primeira de muitas. Aliás, não seria mau se você resolvesse passar logo todo o ano de 2012 viajando pelo mundo. Nada pessoal, é só uma precaução com o meu cérebro. Para terminar, um único pedido: da próxima vez que gravar uma música, em prol da sanidade mental de milhões de pessoas, por favor, considere não criar dancinhas.”

Teve muito fã de Michel Teló que não gostou da carta e muita gente que detesta sertanejo que aproveitou a oportunidade para, mais uma vez, praguejar. E a discussão foi tão grande que rendeu mais um post de Medina, publicado hoje, 5, com o título Assim você me mata. Nele, o tecladista diz que em nenhum momento questionou a qualidade da música, mas sim a exposição gigantesca que a música teve:

” Pessoal, não entendo a razão de tanta polêmica em função da carta que escrevi, que me parece, inclusive, estar sendo muito mais levada a sério do que deveria. Reparem que em momento algum eu questiono as razões para o sucesso ou o próprio talento do Teló, e, se existe alguma crítica no texto, esta diz respeito a exposição excessiva da música, que pouco depende do artista. Quando eu sugiro que ele passe o ano todo na Europa trata-se de uma óbvia brincadeira, uma vez que antes eu declaro que a música está grudada na minha cabeça.”

O fato é que gostando ou não, todo mundo sabe cantar Ai se eu te pego. E não tem nada de errado uma música simples e com refrão grudento fazer tamanho sucesso. Esse papo de que música boa depende do estilo é ridículo. O assunto também foi abordado no site do Estadão.  A versão inglês da música tem uma pegada reggae:

Se você ainda não enjoou da música, separei alguns vídeos

http://www.youtube.com/watch?v=lLpEN1DU9DI

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.