Após confusão, Eduardo Costa diz que não se arrependeu

Cristiane Bomfim

09 de agosto de 2011 | 12h31

Por Cristiane Bomfim
cristiane.bomfim@grupoestado.com.br

Ferramentas como o Twitter e o Facebook estão deixando o trabalho dos assessores de imprensa de cantores e duplas sertanejas cada vez mais complicado. Agora, em primeira mão, é possível saber desde coisas bobas como o que o artista comeu no almoço, até a versão de uma briga ou de um acidente de trânsito. Tudo isso, sem passar pela assessoria de imprensa, que deveria – entre outras coisas – ajudar a preservar a vida particular e cuidar da imagem pública do artista e de sua carreira.

Depois de se envolver em uma confusão e ir parar na delegacia no último domingo em Sete Lagoas, Minas Gerais, Eduardo Costa desabafou no site de relacionamentos da internet. No total, foram 18 posts sobre o incidente. Alguns deles:

Fui ver minha Paula fernandes no camarim e na saída um segurança despreparado me empurrou e levou… AI APARECEU GENTE PRA TD LADO.

No meio um homem que se diz coronél e que eu nem sabia se era entrou no meio e ai eu ja tava com o sangue quente…

Seja ele coronél, presidente, deputado, senador ou o o raio que o parta se me ancher o saco e achar que é o cara… Fudeu.

E pra falar a verdade com vcs eu não me arrependo, fiz o que qualquer ser humano com sangue nas veias faria...”

Antes de ser artista sou ser humano, e do estopim meio curto…Se um cara coloca a mão em mim com certeza vai sentir a picada do escorpião

No domingo (7), Eduardo Costa foi levado para delegacia após agredir com socos um coronel da Polícia Militar de Sete Lagoas, em Minas Gerais. Ele tinha acabado de sair do palco e tentava visitar Paula Fernandes no camarim quando, no corredor estreito, começou um empurra-empurra.

O sertanejo se desentendeu com um segurança e no meio da confusão agrediu também o policial militar. Ele recebeu voz de prisão e foi levado para a delegacia, onde um Boletim de Ocorrência de agressão foi registrado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: