Paula Sampaio dá voz aos invisíveis

Paula Sampaio dá voz aos invisíveis

Mônica Zarattini

25 Março 2015 | 08h56

 

Rio Moa (AC), 2004

Rio Moa (AC), 2004

Baixo Tocantins (PA), 2003

Baixo Tocantins (PA), 2003

    Homens e mulheres sem face, nem nome. Seus rostos se misturam a outros seres, rios, estradas, florestas e as coisas do mundo. Sua identidade se inscreve e se impõe pela força do corpo e da sua relação com o ambiente. Esses seres, sem rosto, nem nome, somos NÓS, todos parte de uma natureza só. Paula Sampaio

Tucuruí (PA), 2000

Tucuruí (PA), 2000

Rotas percorridas por Paula ao longo de 20 anos

Rotas percorridas por Paula

Durante 20 anos, a mineira Paula Sampaio conta histórias dos povos das florestas e das estradas rasgadas na Amazônia. A Transamazônica, a Belém-Brasília e muitas estradas vicinais foram percorridas por Paula, quase compulsivamente, em carros, barcos, caminhões aviões e até mesmo à pé.  Nesse percurso Paula foi construindo vários projetos e o que mostramos aqui neste post é sua série de fotografias chamada “NÓS”. A fotógrafa dá voz a essa gente que sonha em não ser esquecida.

Baião (PA),  2003

Baião (PA), 2003

 

Abaetetuba (PA), 2005

Abaetetuba (PA), 2005

 

Paula nos embarca numa viagem que parece causar estranhamento. Homens, mulheres, crianças, animais, rios, céu, terra e água se mesclam numa só natureza. Numa só imagem. A imagem da gente, de NÓS, do povo invisível que também tem seus sonhos.

Baião (PA), 2003

Baião (PA), 2003

Rio Azul (AC), 2003

Rio Azul (AC), 2003

 Santa Izabel (PA), 2004

Santa Izabel (PA), 2004

 

Mocajuba (PA), 2003

Mocajuba (PA), 2003

 

 

 

Em suas idas e vindas, Paula fez e refez os percursos atrás dos anônimos esquecidos. Desde o começo de sua carreira como fotógrafa, ela escolheu um lado para seu olhar. Recolheu depoimentos orais e congelou  imagens fortes de um povo esquecido pelo poder público. Por esse trabalho tão denso, com estética tão peculiar, onde  a beleza de corpos e olhares se entrelaçam, a fotógrafa foi escolhida como a artista homenageada no 31º Arte Pará, em 2013. Hoje Paula Sampaio é editora de fotografia do jornal O Liberal, em Belém do Pará.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais conteúdo sobre:

AmazôniaPaulaSampaio