Uma ideia na cabeça e um APP na mão

Marcelo Rubens Paiva

18 de fevereiro de 2015 | 21h34

Uma ideia na cabeça e um APP na mão.

Irresistível trocadilho…

Já que roteirista é a profissão em alta no mundo todo (especialmente de séries), acaba de saírem APPs em que dá pra escrever roteiro pelo celular.

Para quem não sabe, roteiristas costumam produzir numa plataformas própria, como Movie Maker, o popularíssimo Final Draft ou até o gratuito Celtx, programas que facilitam a vida de quem tem que digitar mais de cem vezes CENA, DIA, NOITE, EXT (de externa), INT (de interna), cenários, locações, nomes de personagens e diálogos destacados.

Agora o sujeito não precisa estar perto de um computador se tiver uma ideia genial.

O Celtx já faz o casamento computador e aplicativos.

E do busão, metrô, num cinema, o criativo escritor pode escrever no formato de roteiro com o aplicativo Fade In Mobile, disponível tanto em iOS como em Android.

A interface é fácil para escrever e editar scripts. E importa e exporta arquivos pro Dropbox.

Uma versão grátis permite que o roteirista escreva um roteiro por vez.

Já uma versão de cinco dólares (full version) permite mais roteiros e a opção importar roteiros em outros formatos.

Outra alternativa é o iOS Scripts Pro.

E o sistema Android tem sua alternativa para o Scripts Pro chamada DubScript Screenplay Writer, aconselhado para iniciantes.

MyScreenplays é outro aplicativo Android app grátis. Não é bonito como o DubScript, mas tem o mesmo truque de auto-formatar algumas partes do roteiro.

Celtx Script eu uso e recomendo. Mas por vezes seu parceiro de trabalho não consegue abrir. Alguma mágica precisa ser feita. Ou parem também cinco doletas pela versão PRO.

Agora, antes mesmo de tudo, leia bastante, não manuais de roteirização (esqueça Robert McKee), mas livros mesmo, bons livros: é a arma infalível para um roteiro ser bom.

Formatação é detalhe.

Leia Hemingway, Fitzgerald, Foster Wallace, Camus, Kafka, Jeffrey Eugeniades, Kundera, Cortazar, Dostoievski, Franzen… Tantos especialistas em narrativas. Não perca tempo em livros que se propõem a ensinar o roteiro “perfeito”.