Os deslumbrantes estádios da Copa do Catar

Os deslumbrantes estádios da Copa do Catar

Marcelo Rubens Paiva

11 Julho 2018 | 12h29

 

Para os amantes do futebol, a Copa não acabou.

Para a maioria dos torcedores brasileiros, pensa-se já na próxima, a do Catar 2022, a das controversas brigas diplomáticas com vizinhos, uso de trabalho escravo, condições climáticas desfavoráveis, apoio ao terrorismo, jornalistas presos, que só foi escolhida por conta de uma rede de suborno generalizada.

E mais uma em que os direitos dos LGBTs não estarão garantidos.

Talvez a última dos projetos mirabolantes: berçário de elefantes brancos.

Sob supervisão da FIFA, serão 12 estádios em sete cidades, Al-Daayen, Al-Khor, Al-Rayyan, Al-Shamal, Al-Wakrah, Doha e Umm Slal.

Nove serão construídos, e três renovados.

Nada de parcerias privadas. Serão financiados pela universidade e pelo governo: Qatar Olympic Committee.

Todos com clima controlado, emissão de carbono zero, meios para reduzir a radiação solar e ventos, com ar-condicionado por toda parte, prometem.

Alguns serão desmontáveis.

Sem tradição no futebol, planejam depois da Copa desmontar alguns e enviar partes a 22 países em desenvolvimento, dizem.

Custo? Nunca saberemos.

Alguns deles:

Al-Gharafa Stadium em Al-Rayyan, para fase de grupos (renovado)

Al-Khor Stadium em Al-Khor, para fase de grupos (construído)

Al-Rayyan Stadium em Al-Rayyan, para fase de grupos (renovado)

Al-Shamal Stadium em Al-Shamal, para fase de grupos (a ser construído)

Al-Wakrah Stadium em Al-Wakrah, para fase de grupos (a ser construído)

Doha Port Stadium em Doha, vai abrigar as quartas (a ser construído)

Qatar University Stadium em Doha (a ser construído)

Sports City Stadium em Doha, abrigará a disputa pelo terceiro (a ser construído)

Umm Slal Stadium em Umm Slal, quartas

A abertura, a final e semis serão realizadas no Lusail Iconic Stadium em Al-Daayen para 86 mil pessoas (em construção)