Olha ele de terno

Olha ele de terno

Marcelo Rubens Paiva

15 de março de 2009 | 03h47

Coloquei Mário Bortolotto de terno e gravata em cena. Com uma cerveja na mão, não um uísque. Só isso, já valeu ter dirigido A NOITE MAIS FRIA DO ANO.

Foto: Rui Mendes

Leia mais no Guia da Folha:

http://guia.folha.com.br:80/teatro/ult10053u532795.shtml

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.