o que é censurado pelo face

o que é censurado pelo face

Marcelo Rubens Paiva

13 de junho de 2012 | 19h57

 

 

Nada mais estranho do que a censura do FACEBOOK.

Não combina.

A liberdade é a semente da rede. Era.

Talvez a pedofilia, os hackers, o crime organizado e desorganizado, os processos por danos morais de celebridades que viram suas privacidades invadidas sejam responsáveis pela criação do departamento de censura das redes sociais, sites de busca, portais.

Os advogados de Cicarelli e de Dieckmann ameaçaram o Google caso o site de buscas não tirasse as referências ao famoso vídeo na praia da modelo e fotos no banheiro da atriz.

Seria como processar a SAMSUNG, SONY, GE pelo vídeo ilegal exibido em canais de televisão.

Privacidade e honra atacada, descontrole de informações, direitos autorais desrespeitados, tudo leva a um grande rigor e controle, caso a empresa queira ter ações na bolsa e bilhões na conta.

Porém, a censura é burra; uma das poucas verdades absolutas.

A do FACE em geral é moral, contra nudez e sugestões.

Vale lembrar que a maior parte da censura vem de denúncias de usuários da própria rede social.

E que, ironicamente, foi no Google Imagens que encontrei todas as fotos citadas abaixo.

Como à de SIMONE DE BEAUVOIR [nua de costas num banheiro, feita pelo fotógrafo Art Shay em Chicago em 1952]. Justo ela.

 

 

O poeta e meu ex-vizinho CLAUDIO WILLER recebe de usuários denúncias de abuso dos censores do FACE e posta em seu blog. Solicitou que enviassem mensagens para o endereço eletrônico cjwiller@uol.com.br.

“Denúncias não serão apenas por tais procedimentos ferirem a legislação brasileira, à qual termos de adesão não podem sobrepor-se, mas também por serviços de má qualidade prestados pela rede social. Intervenções são arbitrárias, atingindo alguns usuários e não a outros, absurdas (a ponto de haverem censurado uma foto do obelisco do Parque Ibirapuera).”

WILLER lembra que o “vertiginoso” crescimento do Face não foi acompanhado por 1 bom atendimento, apesar de ser grátis.

Aqui, algumas pérolas relatadas por censurados pelo FACE:

1. RUBENS ZÁRATE:

Censura ao link da exposição que traz as fotos de Ginsberg e Orlovsky por Elsa Dorfman:

 

http://www.beyars.com/partner-objekt_302750_dorfman-elsa-b-1937-.html

 

2. CLAUDIO DANIEL:

Publicou uma fotografia de Joel Peter Witkin parodiando a Vênus de Botticelli. Foi excluída de sua página e recebeu um aviso que ficaria 24h bloqueado, porque a imagem ia contra as normas do Facebook. Depois, censuraram uma foto do obelisco do Ibirapuera, que publicou com a frase “homenagem ao censor”.

 

 

3. CÉLIA MUSILI:

Postou pinturas clássicas e modernas, uma série sob o tema O Nascimento do Vênus, com obras de Boticelli, Tintoretto, François Boucher, entre outras, e sumiu da página minutos depois.

4. DANIEL PAIVA:

Escreveu que nos 20 anos do lançamento do disco Nevermind, do Nirvana, a imagem da capa do álbum foi retirada.

 

 

5. PAULA FREITAS:

Um aviso dizia que havia sofrido um bloqueio de 24h por infringir regras do FB, e sugeria que lesse os termos da rede social: “Remover fotos com ‘conteúdo violento’”. Uma das fotos era a Lennon abraçado a Yoko.

Que foi capa da revista ROLLING STONE.

 

 

6. MÁH LUPORINI:

Retiraram as fotos de nudez de Paul Delvaux. Quando tentou publicar algo o FACE depois, apareceu a mensagem: “Você publicou recentemente alguma coisa que viola as políticas do Facebook. Portanto, você não poderá utilizar este recurso temporariamente. Saiba mais. Para evitar ser bloqueado novamente, certifique-se de ler e entender os Padrões da comunidade do Facebook.”

 

 

7. TYASO DE CINESE:

Primeira censura: uma foto em que está cantando e atuando nu na peça Macumba Antropófaga no Teat(r)o Oficina, onde a nudez é um símbolo de descolonização da cultura brasileira.

24hs de castigo.

O perfil Uzyna Uzona no Facebook foi deletado.

Segunda censura: algumas fotos da capa da TRIP 204 sobre diversidade, em que fizeram uma matéria sobre amoRevolução.

3 dias de castigo

8. LUCAS BERTOLO:

Depois de publicar foto de Ingrid Bergman com um chicote, recebeu: “As pessoas usam o Facebook para compartilhar eventos por meio de fotos e vídeos. Compreendemos que imagens gráficas são um componente comum dos eventos atuais, mas elas devem atender às necessidades de uma comunidade diversificada. É proibido o compartilhamento de qualquer conteúdo gráfico por prazer sádico.”

9. NATASHA PRADO:

Criou uma “fanpage” paga da Tucumán Filmes para divulgar o filme “Slovenian Girl”, e depois de alguns dias a página foi bloqueada com a justificativa de que o anúncio não atendia às diretrizes da rede social, e que a imagem incluída violava o Guia de Anúncios do Facebook.

 

 

A imagem sugeriria pornografia. É o cartaz do filme que é, inclusive, divulgado na Europa.

 

 

10. FERNANDO RABELO, através de ZECA CASTELAR:

Desde o ano passado, o seu mural de fotografias históricas foi censurado 3 vezes pelo Facebook, que removeu imagens alegando violação à Declaração de Direitos e Responsabilidades do Facebook.

A primeira foto removida foi a de Helmut Newton, que mostra June Browne (sua mulher durante 55 anos), num momento íntimo e descontraído.

 

 

Outra imagem removida foi a da atriz francesa Emmanuelle Béart, feita pela fotógrafa Sylvie Lancrenon em 2008 em Havana.

 

 

11. MAR BECKER:

Postou uma foto do Jan Saudek. Bloquearam e ficou dias sem conseguir compartilhar nada. Não recebeu nenhum aviso por e-mail quanto ao número de horas que manteriam o bloqueio.

 

 

12. MATHEUS CARRERA MASSABKI:

Foi censurado e deletaram a foto de seu perfil por conta da nudez:

 

Imagem 003

13. DIEGO MORAES:

No dia 21/04/2012, foi retirada a capa da página da “revista clitóris” no Facebook e eliminados mais de 415 compartilhamentos. Revista editada por Camila Fraga

 

http://revistaclitoris.wordpress.com/

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.