o gato da gaiola 9

o gato da gaiola 9

Marcelo Rubens Paiva

09 de maio de 2013 | 11h10

O Gato da Gaiola 9.

Era assim que ele estava registrado na sua “certidão de nascimento”. Pois vivia nela, numa parede cheia de gaiolas, cada uma com um gato.

O encontrei num gatil, cabia na palma da mão, e o adotamos.

 

 

Levei para casa e o chamei FÁBIO. Se adaptou rápido. Tinha conjuntivite, sarna e vermes.

Passou para o outro, HUGO.

Que o recebeu na boa.

Os vermes demoraram um ano para curar.

Hoje, ele tem quase 2 anos e uma mania que duvido que um especialista explique.

Adora dormir em caixas.

É o gato mais sociável que já tive, adora se enroscar com visitas e amigos.

Imagino a infância dura que teve, abandonado, prisioneiro numa gaiola.

Por alguma razão, se sente confortável [ou seguro] numa caixa.

Virou O Gato das Caixinhas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.