nem tudo está perdido

nem tudo está perdido

Marcelo Rubens Paiva

29 de agosto de 2013 | 12h22

A BRAVO fechou.
Mas a luta continua, companheiro.

A revista VOGUE ampliou sua editoria de cultura. São 30 páginas, agora nas mãos de ANA CAROLINA RALSTON. A revista BRASILEIROS também aqueceu sua editoria cultural, agora nas mãos de DANIEL BENEVIDES. Tem espaço até para contos.

 

Sem contar que a seLecT lança número novo.

Nem tudo está perdido.

 

 

 

+++

 

Hoje começa a BIENAL DO LIVRO DO RIO DE JANEIRO.

Neste ano, com um charme a mais: comemora 30 anos.

Tudo começou em 1983 no HOTEL COPACABANA PALACE. Para alternar com a de São Paulo, um sucesso desde o começo, no PARQUE DO IBIRAPUERA – prédio da Bienal.

A do Rio se mudou para o RIOCENTRO, bucólico prédio na Barra, e de onde não saiu mais.

A programação, no site: http://www.bienaldolivro.com.br/

Além do Planeta Ziraldo, #acampamento na Bienal e Placar Literário, tem o Café Literário, Encontro com Autores e Mulher e Ponto.

O país homenageado nesta Bienal 2013 é a Alemanha. Os autores Manfred Geier, Julia Friese, Wladmir Kaminer confirmaram presença.

Mulher e Ponto é um evento diário com a curadoria de Bianca Ramoneda, jornalista que há décadas cobre arte&cultura.

“O universo feminino está em pauta neste bate-papo pra lá de animado e muitas vezes quente. Num ambiente inspirado na delicadeza feminina, o espaço vai abrigar personalidades, escritoras e jornalistas para debater com o público a literatura sob o olhar feminino abordando temas como amor, sexo, filhos entre outros.”

E nele que participarei, sábado, dia 31/08, às 17h, no papo CINQUENTA TONS OU MAIS.

Com Regina Navarro e Monica Martelli.

+++

Aqui em SP, o TEAT(R)O OFICINA faz 4 sessões de “CACILDA!!!”.

Dirigido e escrito por Zé Celso e Marcelo Drummond.

Além das apresentações na sexta, às 19h, e no sábado e domingo, às 18h, haverá uma sessão extra na segunda-feira. Essa última sessão terá ingressos a R$ 20,00, com meia-entrada válida para estudantes, professores, idosos, artistas e cartão Petrobras.

Moradores do bairro do Bixiga pagam apenas R$ 5,00, em qualquer dia.

No musical da Associação Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona, Cacilda Becker é vivida em cena pelas atrizes Camila Mota, Sylvia Prado e Nash Laila, em diferentes momentos de sua vida. Mistura a biografia de Cacilda Becker às histórias e personagens das peças que ela interpretava, o Oficina Uzyna Uzona faz da obra viva da atriz um samba enredo delírio musical, uma metáfora para o que o tem a dizer hoje.

As sessões terão transmissão ao vivo pela TV Uzyna. Mais informações sobre a montagem aqui.

O Nick Bar funciona na área externa do Teat(r)o Oficina antes, no intervalo e após as sessões, com serviço de alimentos e bebidas.

+++

Às terças, tem a peça DIAS E NOITES, às 21h, do meu aluno LUCAS MAYOR.

Dirigida por Mário Bortolotto, com Antoniela Canto, Gabriela Fortanell, Mauricio Bittencourt, Francisco Eldo e  Helena Cerello [na foto].

 

 

Na Rua Frei Caneca, em que também tem um animado bar.

 

 

+++

 

E ainda rola DEUS É UM DJ, sexta a domingo.

Essa eu que dirigi.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.