Mansalão – o filme

Mansalão – o filme

Marcelo Rubens Paiva

25 de junho de 2009 | 12h30

Não foi difícil para o diretor José Padilha [Última Parada 174, Tropa de Elite], depois de ganhar o Urso de Ouro no Festival de Berlim e ter a maior bilheteria do cinema nacional em 2008, conseguir grana para rodar em 2010 Tropa de Elite 2.

O ambíguo Capitão Nascimento [Wagner Moura, que atuará com Selton Mello], aparecerá mais velho, lotado na Secretaria de Segurança Pública – RJ, para combater crimes do colarinho branco – roteiro de Braulio Mantovani.

No entanto, é o próximo projeto de Padilha que, sim, dará o que falar. Ele pretende fazer um longa sobre os bastidores do MENSALÃO, depois das eleições de 2010- e cujo roteiro já está em andamento.

Interessante será comparar a facilidade ou dificuldade para se captar dinheiro para Lula, O Filho Do Brasil, filme já rodado de Fábio Barreto, orçado em mais de R$ 13 milhões, e Mensalão – O Filme.

Já imaginei um começo.

1. INTERIOR. APÊ DE RENATA EM SP – NOITE

A jornalista Renata Lo Prete, da Folha de S.Paulo, linda, sai do banho enrolada numa toalha e prepara uma salada light. Renata, que foi minha colega da ECA, começou a carreira como modelo. Era a garota mais bonita da faculdade. Quem poderia fazê-la no cinema? Que tal Fernanda Machado, que fez Tropa de Elite?

Toca o telefone, Renata se assusta e derruba o azeite nas suas pernas. Filme brasileiro tem que sugerir sensualidade. Sim. Nós, jornalistas, também somos gatos.

2. INTERIOR. APÊ DE JEFFERSON EM BRASÍLIA – NOITE

Do outro lado da linha, Roberto Jefferson, ouvindo ópera, surtado, fala sem parar: “Vou contar tudo, ligue o gravador. Escolhi você. O cara do Estadão me chamou de metrossexual. Que porcaria é essa? Pensa que sou boiola, só porque gosto de ópera? Sou macho! E magro!”

3. INTERIOR. RESTAURANTE CHIQUE – NOITE

Corta para Delúbio Soares entrando no restaurante mais caro da cidade. Encontra Marcos Valério. “Lembra de quando éramos de esquerda?”, ri Delúbio, assim que se senta na mesa e se serve de champanhe. “O que vai querer, socialista?”, pergunta Valério. “Lagosta. E caviar. Quem gosta de miséria são os intelectuais e o Genoino”.

Discutem o esquema do Banco Rural e o valor da mensalidade a ser paga a congressistas: de R$30 mil a R$ 150 mil. Quem faria Valério? Que tal Wagner Moura careca. Delúbio? Selton, ora.

4. EXTERIOR. JATINHO PARTICULAR – NOITE

Corta. Jatinho cruza o céu do Brasil. Na fuselagem, está escrito OPPORTUNITY. Dentro, Daniel Dantas examina a autenticidade de um quadro valioso e fala no celular. Dita para algum jornalista, do outro lado da linha, o abre de uma matéria. “Não use cera de ouvido, fale tudo já no primeiro parágrafo”, sugere Dantas, com conhecimento de causa. Ensina alguns princípios básicos do bom texto jornalístico.

Desliga, olha o quadro e diz: “Essa droga é falsa! Eu compro.”

Casting sugerido:


FERNANDA E LO PRETE [MODELO EM 1986]


VALÉRIO E WAGNER


DELÚBIO E SELTON

*

Lula falou 3 grandes besteiras na semana passada.

1.Que os protestos no Irã são de quem não sabe perder uma eleição.
2.Que Sarney é uma pessoa intocável, devido ao seu histórico.
3.Que desmatador não é bandido.

Já corrigiu a primeira, afinal era o único líder político que não se manifestara contra a repressão aos protestos. E as outras duas?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: