Locais da Virada Ocupação serão divulgados 1h antes para despistar PM

Locais da Virada Ocupação serão divulgados 1h antes para despistar PM

Marcelo Rubens Paiva

04 de dezembro de 2015 | 11h34

12341081_510613392432351_7526918594284978011_n

 

Os locais da Virada Ocupação são secretos e serão divulgados 1h antes

Domingo e segunda, artistas como Criolo, Paulo Miklos, Tiê, banda Eddie, Karina Buhr, Maria Gadú, Pequeno Cidadão e Edgar Scandurra [que tocarão Jimi Hendrix], atores, como Otavio Martins, palhaços, apresentam-se em escolas estaduais ocupadas.

Como apoio ao movimento contra o fechamento e remanejamento de escola proposto pera Secretaria Estadual de Educação.

Ao todo são 800 artistas, 700 produtores e mais de 2 mil voluntários.

Para despistar a PM, os locais dos eventos de domingo, dia 6, não são divulgados.

Os interessados em receber o endereço da Virada em primeira mão devem se inscrever no formulário no site para receber um SMS da equipe de produção:

http://www.viradaocupacao.minhasampa.org.br/

Que vai enviar uma mensagem 1h antes do início do evento e tentar evitar os lastimáveis confrontos com a polícia.

Diz o manifesto:

 

POR QUE UMA VIRADA OCUPAÇÃO?

Além de propor um plano de reorganização da rede pública de ensino que irá deslocar mais de 311 mil alunos e fechar 93 escolas, sem consultar a comunidade escolar, o governo estadual está agora, de forma arbitrária, perseguindo e ameaçando os alunos envolvidos com as ocupações em protesto as medidas anunciadas.

 Os alunos estão sofrendo abusos diários da polícia e de parte do corpo docente das escolas ocupadas. Além disso, a gestão Alckmin já anunciou o corte no bônus dos professores de escolas ocupadas, numa tentativa de jogar o corpo docente contra os alunos. Essa é a forma de atuar do Governo de SP. Mas, por considerar o movimento dos secundaristas totalmente legítimo, a Minha Sampa está convocando sua rede para ajudar na organização Virada Ocupação!

Sabemos que em momentos históricos, os artistas surgem como figuras poderosas para representar uma causa de milhares de vozes ignoradas. Se você é cantor, músico, produtor, ou tem algum equipamento de som na sua casa e está disposto a ajudar, inscreva-se e ajude a transformar as ocupações em uma grande oportunidade para os alunos, e toda a população paulista, aprenderem que todos nós podemos mudar as decisões políticas do nosso Estado se nos mobilizarmos para isso.

Esse é o momento de mostrar aos secundaristas que estamos do lado deles e que não vamos aceitar nem o fechamento das escolas nem ameaças contra os estudantes! O movimento contra a reorganização do ensino público estadual já dura mais de um mês e, até agora, o governo não se mostrou verdadeiramente disposto a dialogar e escutar as demandas da comunidade escolar.

 

 

Tendências: