legal, mas imoral

legal, mas imoral

Marcelo Rubens Paiva

10 de dezembro de 2011 | 13h07

Um site que oferece CARTEIRINHA DE ESTUDANTE causou estranheza entre produtores culturais.

Afinal, em qualquer cinema, teatro, estádio- evento esportivo e cultural-, a febre da meia entrada encarece o preço dos ingressos, torna a atividade inviável na maioria das vezes, expõe uma fraude sem tamanho.

Nas bilheteria, vê-se que em torno de 80% dos consumidores são “estudantes”.

A maioria? Carteirinhas falsas.

Sai UNE,  entra URE.

União Representativa dos Estudantes e Juventude do Brasil, há 16 anos no mercado, se diz a maior entidade dos estudantes do Brasil.

Com mais de 5 milhões de filiados entre universitários e secundaristas.

A “instituição” faz parecias com bancos, OAB, VISA, GROUPON, entre outros, atua como intermediária entre o mercado de consumo e os estudantes.

O GROUPON, “maior site de compras coletivas do mundo”, oferece as carteirinhas de estudantes pela internet, com frete.

Valor? Era R$ 20. Uma promoção oferece por R$ 10.

Anuncia o site www.groupon.com.br:

 

Questionador, utópico, esperançoso, esforçado, crítico. Várias adjetivações podem ser dadas ao estudante que, desde a primeira vez que pegou um lápis e conheceu o alfabeto, descobriu que havia um manancial de coisas para aprender.

No entanto, debruçar-se nos livros exige tempos de entretimento. Pensando nisso, o Groupon, seu site de compras coletivas, firmou parceria com a URE para oferecer 50% de desconto em carteirinha de estudante. De R$ 20 por R$ 10!

A carteirinha garante desconto de 50% em cinemas, teatros, shows, eventos culturais, estádios de futebol e em mais de 2.500 pontos que oferecem descontos em produtos e serviços com a apresentação dela. O grande diferencial fica por conta da validade dela: até março de 2013!

Para adquiri-la é simples: dois dias após o recebimento do groupon, acesse o hotiste http://ure.com.br/groupon/ e preencha o formulário de cadastro, tendo em mãos o comprovante de escolaridade, cópia da RG e CPF e 1 foto 3×4, que poderão ser enviados digitalmente para o portal. Depois, basta inserir o código groupon e pronto: em até 10 dias, você terá sua carteirinha.

Pode isso?

Se a OAB é parceira, deve ser legal.

Legal, mas imoral.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.