Latino is the new black

Latino is the new black

Marcelo Rubens Paiva

21 de setembro de 2015 | 12h51

LAT af5d8afc104e3f18396d5399dc13e9d9

 

Um negro está na presidência.

Dominam a música há décadas.

Na premiação do EMMY ontem, muitos apresentaram prêmios, inclusive o mais importante, de melhor série dramática [para Game of Thrones], entregue por TRACY MORGAN.

A sensacional atriz VIOLA DAVIS ganhou como melhor atriz dramática e Uzo Aduba de ORANGE IS THE NEW BLACK, melhor atriz coadjuvante.

VIOLA desabafou: “A única coisa que separa mulheres de cor de outras pessoas é a falta de oportunidades. Não se pode ganhar um Emmy com papéis que simplesmente não existem.”

Se os negros sofrem, e são injustiçados há séculos. São maioria nos presídios e sofrem abordagens policiais que eventualmente dão em assassinato.

E os latinos [ou hispânicos]?

Não foram pendurados em cordas e enforcados.

Ultrapassaram já os afrodescendentes na composição demográfica dos EUA.

Representam mais de metade da população de 28 cidades americanas com mais de 100 mil habitantes, todas localizadas nos estados da Califórnia, Texas, Flórida e Nova Jersey

Sem contar os ilegais, ou, como se diz agora, INDOCUMENTADOS.

Estão na prioridade do debate para a corrida presidencial.

Não se discute a ida e vinda de negros. E nenhum candidato ousa verbalizar seu racismo contra eles. Não mais. Apesar de sofreram o diabo nas mãos dos brancos.

Já o candidato republicano na frente das pesquisas, DONALD TRUMP, chama latinos de drogados e estupradores, e quer aumentar as barreiras nas fronteiras.

Só UM latino esteve presente no palco do EMMY, a atriz-comediante SOFIA VERGARA.

AMERICA FERRERA, que apesar de ser californiana descendente de hondurenhos, é reconhecida como atriz negra [ou “de cor”, como diria Viola], passou por lá, mas não chamou muita atenção.

Atriz de UGLY BETTY liderou o protesto contra TRUMP numa carta com grande repercussão, agradecendo-o por unir os latinos contra ele.

Veremos ano que vem com NARCOS.

Apesar da goleada que NETFLIX levou da HBO em 2015.