keith richard para presidente

keith richard para presidente

Marcelo Rubens Paiva

21 de outubro de 2013 | 12h13

Nem segunda ou terceira.

A via torta: Keith para presidente!

 

 

Está em cartaz na HBO o documentário CROSSFIRE HURRICANE, ou Rolling Stone 50th, de Breet Morgen.

Que traça os 50 anos da maior banda de rock.

Narrado pelos membros e ex-membros da PRÓPRIA, como Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts, Ron Wood.

Produzido por eles.

É o doc autorizado.

Que os mostra na intimidade, cheirando, fumando, viajando de ácido, assediando garotas, nus, blasès, inseguros.

Nada a esconder.

Exemplo que deveria ser seguido.

 

 

+++

 

Assistência técnica de primeira.

Trabalha-se com todos sistemas operacionais. E mais alguns.

Isso sim é start-up.

 

 

+++

Os Beagles estão livres. Mas suas biografias, não.

O Instituto Royal adverte que biografia dos Beagles libertos precisa da autorização.

Dele.

 

Biografia autorizada é como comida de hospital. Sem tempero, não tem gosto.

Uma frase não sai da minha cabeça: muita pretensão dos que temem pela privacidade individual banir a livre expressão de todos.

Defende meu amigo Rui Mendes: “Deveriam proibir as biografias autorizadas.”

Se o Judiciário é lento para julgar casos de difamação, se as indenizações são simbólicas, condena-se o princípio da Liberdade de Expressão?

Então porque a Justiça é demorada, vamos proibir os livros?

Vamos proibir os carros também. Pois a mesma Justiça é lenta para julgar os crimes de trânsito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: