Itamaraty: dispensar ou não visto para americano

Marcelo Rubens Paiva

23 de novembro de 2016 | 12h42

Depois que escrevi aqui no blog, ontem, que o Itamaraty trabalha contra o Brasil, ao recomentar que não se dispense a exigência de vistos para turistas americanos, matéria em tramitação no Congresso, recebi o esclarecimento abaixo da assessoria do gabinete do ministro José Serra:

 

 

Prezados senhores,

Diferentemente do que afirma o colunista Marcelo Rubens Paiva em seu texto “O Itamaraty contra o Brasil”, a dispensa de visto para turistas norte-americanos não leva ao aumento do número de visitantes. Entre 1º de junho e 18 de setembro de 2016, os turistas norte-americanos foram dispensados de visto para o Brasil. Nesse período, vieram a turismo 208.815 cidadãos dos Estados Unidos. No mesmo período do ano passado, quando era exigido visto, foram 213.379 turistas. 

Também não é verdade que turistas norte-americanos desistem de viajar para o Brasil por causa da exigência de vistos. Se isso fosse verdade, a China e a Índia, países que exigem visto desses turistas, não teriam recebido 1,2 e 1,1 milhão de turistas em 2015.

Tampouco corresponde à realidade que a dispensa de visto para turistas norte-americanos levará à eliminação dessa exigência para os brasileiros que viajam para os Estados Unidos. Apenas negociações bilaterais, na qual cada parte tenha a oferecer algo que interessa à outra, levarão à dispensa recíproca.

Finalmente, ao contrário do que afirma Marcelo Rubens Paiva, brasileiros portadores de passaportes diplomáticos e de serviço também precisam de visto para viajar aos Estados Unidos.

Assessoria de Imprensa do Gabinete do Ministro das Relações Exteriores

 

Não esclareceu o essencial: o que falta para a liberação da exigência de visto?

O Itamaraty trabalha para que isso ocorra?

Uma pena que continuamos sem saber se um dia os americanos poderão vir e gastar seus dólares sem precisarem de visto.

Se será possível viajarmos aos EUA sem precisarmos de visto.

Pelo visto, vai demorar.

 

 

Tendências: