humor refinado

humor refinado

Marcelo Rubens Paiva

28 de maio de 2012 | 13h05

 

Ironia o programa SNL da REDE TV! bombar no Twitter, estar em 5 dos 10 TTs, e dar traço no Ibope.

Prova de que o mercado está enganado ao dar tanta importância assim ao Twitter. Ao menos no Brasil.

Traduzindo:

O novo programa de Rafinha Bastos, eleito 1 dos mais influentes da rede social estreou ontem, domingo, às 20h30.

Competição pesada na TV aberta e fechada contra FANTÁSTICO, SS, GUGU, PÂNICO, séries da HBO e até o novo METRÓPOLIS dominical da TV CULTURA.

No Twitter, 5 dos 10 assuntos mais comentados eram os quadros do programa de Rafinha.

No entanto, sua audiência média foi de menos de 1 ponto [pico de 0,9 pontos].

Os números não se casam entre os 2 meios, a audiência diverge.

Descobrimos que classes distintas os frequentam.

Militância tuiteira não representa consumidores de produtos com IPI reduzido.

Adianta o barraco nas redes sociais, se o que importa para o mercado é o anúncio ser visto por consumidores em potencial?

E olha que o que não falta para ao SNL são anúncios de peso e merchandising.

O baixo ibope desanimou a emissora- esperavam algo entre 3 e 7 pontos.

Culpa talvez daqueles que colocaram o programa SATURDAY NIGHT LIVE num SUNDAY concorrido, por birra contra os meninos do PÂNICO, que se mudaram pra BAND com suas mulheres frutas e registravam 9 pontos.

A versão brasileira de STL é boa. Rafinha gozando de si mesmo está à vontade.

Aliás, o segredo é ele ironizar sua postura politicamente incorreta, mostrar o ridículo das ações contra ele e da grosseria de algumas das suas piadas.

Começou pedindo desculpas aos ofendidos do passado, numa lista interminável: Ronaldo, Preta Gil, povo do Acre….

Se, como DAVID LETTERMAN, SEINFELD, LARRY DAVID e os grandes, não se levar a sério e expor suas “fraquezas”, o humor está garantido.

Se comprar briga contra aqueles que não o entendem, está perdido.

Acertou, aprendeu com o inferno astral que viveu e promete.

A emissora que precisa se desapegar das suas perdas, superar a dor, o abandono, as saudades, deixar o PÂNICO aprontar em outra casa, e devolver o programa para SATURDAY.

Comprar briga com o desgastado ZORRA TOTAL.

Aí o ibope e os lucros podem aparecer.

 

+++

 

Enquanto isso.

Aqui na região do SUMARÉ. Mesmo sem a infra das grandes emissora…

Olha o que o genial e sempre surpreendente MARCELO ADNET, que comanda a comédia da MTV, aprontou.

Outro que aprendeu a refinar o humor, depois de quase mergulhar na pântano da polêmica.

Depois nos chamam de elitistas quando afirmamos que humor tem que ter referência, bagagem, cultura:

 

http://www.youtube.com/watch?v=PniYbDC4SOA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.