Hackers declaram guerra contra ISIS

Marcelo Rubens Paiva

16 de novembro de 2015 | 12h44

Hackers declaram guerra contra ISIS

Um aliado inusitado na guerra contra o terrorismo se pronunciou ontem.

O notório grupo de hackers Anonymous declarou “guerra total” ao Estado Islâmico e conclamou todos os seus parceiros e aliados a atacar virtualmente a organização.

Com a máscara do personagem Guy Fawkes, o símbolo do grupo, um membro com a voz distorcida declarou, pelo Youtube:

“A guerra está desencadeada. Estes ataques não podem ficar impunes. Sim, vocês, parasitas que matam inocentes. Vamos caçar-vos, como temos feito desde os ataques ao Charlie Hebdo. Esperamos uma reação maciça de Anonymous. Vamos lançar a maior operação jamais realizada contra vocês, podem esperar um enorme número de ataques cibernéticos”

 

 

No vídeo, o membro do grupo apresenta condolências às famílias das vítimas do ataque em Paris.

A autenticidade foi confirmada pela Newsweek.

Anonymous é um grupo anarquista composto de usuários de múltiplos fóruns da internet, que atacam desde 2006 pedófilos a seitas como Cientologia.

Ninguém sabe precisar quantos membros tem, espalhados pelo mundo.

Em agosto de 2012, o Anonymous hackeaou o site do Ministério da Defesa da Síria, substituiu com uma imagem da bandeira pré-Bath, um símbolo do movimento a favor da democracia no país, assim como uma mensagem de apoio à Revolta na Síria.

Uma “livre coalizão de habitantes da internet”, o grupo se juntou através de sites como 4chan, Encyclopædia Dramatica e até o próprio YouTube, redes sociais. Não tem líder.

“Qualquer um pode se tornar Anonymous e trabalhar em direção a um certo objetivo…”, disse  um membro ao jornal Baltimore City Paper. “Nós temos essa agenda, na qual todos concordamos, coordenamos e seguimos, mas todos andam independentemente em sua direção, sem nenhum desejo de reconhecimento. Queremos apenas fazer algo que sentimos que é importante que seja feito.”

Tendências: