Futebol e política – argentinos zoam Trump

Futebol e política – argentinos zoam Trump

Marcelo Rubens Paiva

09 de maio de 2016 | 11h31

Torcedores europeus vaiam a execução do hino da UEFA – Liga dos Campeões.

Em protesto contra a corrupção no futebol.

No Brasil, o impeachment e o posicionamento político da Globo ou sua relação com os clubes e as cotas de transmissão são contestadas em faixas de torcedores.

Pelas torcidas do Corinthians e, neste fim de semana, pelas do Inter, no Ba-Vi e até em Belém.

 

13178527_10207879062085838_3774524945336605143_n 13118958_1718067638450294_3310561663586763919_n 13166017_1718069105116814_1911289709032495888_n

 

Na Argentina, o alvo foi Donald Trump.

Enquanto o candidato à presidência americana causa repulsa com seus discursos insanos e xenofóbicos, um canal de esporte argentino resolver zoar com ele na chamada:

“Copa América Centenário nos Estados Unidos. O melhor que podem fazer é não nos deixar entrar”.

Na verdade, o canal esportivo se refere à futura chegada da Seleção Argentina de Futebol nos EUA para disputar a competição.

Aproveita-se de Donald Trump, que em seus discursos profere frases como:

“Nosso país está em sério risco, milhares atravessam as fronteiras.”

“São completos assassinos!”

“Precisamos construir um muro para não deixar sul-americanos nos invadirem!”

“Vão tirar vantagens de nós.”

“Vão nos matar!

Acontece que, entre 3 e 26 de junho, a Copa América de Futebol ocorrerá nos EUA.

Será transmitida na Argentina pelo TyC Sports, o canal esportivo líder em audiência.

E foi o TyC que preparou esta genial peça de propaganda: