fotos da escravidão no brasil

fotos da escravidão no brasil

Marcelo Rubens Paiva

28 de outubro de 2013 | 16h48

 

O Museu de Arte Contemporânea da USP e o Instituto Moreira Salles abrem hoje exposição EMANCIPAÇÃO, INCLUSÃO E EXCLUSÃO.

São fotografias de Marc Ferrez, Victor Frond e George Leuzinger, entre outros, com curadoria de Lili Schwarcz, Maria Helena Machado e Sergio Burgi que tratam de um tema, A ESCRAVIDÃO.

Programa fundamental para se ver um dos podres da nossa história, se não o maior, que tem consequências na nossa formação e reverbera ainda hoje.

Ao todo, 72 fotos, inclusive originais de época, feitas de negros livres, escravizados ou libertos, no Brasil.

São de fotógrafos estrangeiros que registrava os trópicos, a natureza e o homem com grandes câmeras sobre tripés, que lembram pinturas de cavalete.

A grande contradição do Império brasileiro, a escravidão, foi abordada por autônomos ou apoiados pela Coroa.

Particularmente entre 1870 e 1880 proliferaram as fotos de escravos. Incluem-se os trabalhos nas fazendas de café realizadas tanto por Victor Frond nos anos de 1859 e 1860, como por George Leuzinger por volta de 1860, e Marc Ferrez na década de 1880.

São representações naturalizadas da escravidão.

Nas cidades, os fotógrafos encontraram motivos e características de uma escravidão urbana, caracterizada pelos trabalhos de rua, como as de carregadores, vendeiras e barbeiros, libertos ou cativos.

Novamente, “o espetáculo de uma escravidão pacífica e sem contestação. No entanto, essas fotos urbanas denunciam igualmente precariedade, indisciplina e certa ausência de controle do trabalho escravo nas cidades”, analisa os organizadores da exposição.

 

Abertura: 28 de outubro de 2013, às 18h30

Exposição até 29 de novembro de 2013

MAC Cidade Universitária

Rua da Praça do Relógio, 160

Cidade Universitária

São Paulo – SP

Tel.: 11 3091.3039

 

De terça a domingo das 10 às 18 horas

Fechado às segundas-feiras

Entrada franca – Classificação livre

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: