Série tem final espetacular

Série tem final espetacular

Marcelo Rubens Paiva

14 de outubro de 2019 | 10h50

A HBO exibiu ontem o último episódio da série Succession, ganhadora de melhor roteiro do Emmy 2019.

É daqueles finais espetaculares, que se passa todo num gigantesco iate, exibido às 23h no Brasil, que dão vontade de ir pra janela e acordar a vizinhança.

A maquiavélica família Roy, dona do império de mídia dos EUA, continua em guerra interna pela sucessão da presidência da empresa.

Como de praxe, ele foi escrito por Jesse Armstrong, o idealizador da série (que, como todos, costuma escrever os dois primeiros e o último episódio).

Os complôs entre irmãos e o pai se intensificam. Como diz o título do episódio, This is Not for Tears (não é para choramingar).

Curiosamente, Tears é o nome de um episódio que ele escreveu para Veep em 2012.

Armstrong costuma revisitar seus temas.

Em 2010, escreveu um roteiro sobre a família Murdoch, que falava exatamente da sucessão da gigante de mídia e foi engavetado por pressão da família.

Hoje, vinga-se reproduzindo a família Roy, ficcional.

Se você é fã, relaxa. A HBO acabou de encomendar a terceira temporada, que sai em data não revelada em 2020.