Existe amor em Godzilla

Existe amor em Godzilla

Marcelo Rubens Paiva

19 de maio de 2014 | 11h15

 

O filme do ano?

Na verdade, são fotos dos bastidores das filmagens do filme CRIATURAS DA LAGOA NEGRA, de 1954, dirigido por Jack Arnold, clássico do filme trash de horror, filmado na antiga tecnologia dos óculos coloridos em 3D.

História que se passa da Amazônia

Enquanto o verdadeiro GODZILLA [era Fukushima] arrebenta NY e as bilheterias.

Filmaço.

Aqui, Julie Adams é atacada pela criatura amazonense.

 

 

+++

 

Gosto do filme SOB A PELE.

Uma ET pega uma pele emprestada de uma escocesa (Scarlett Johansson) e sai traçando rapazes que encontra pela estrada.

No sentido figurado.

Leva prum cafofo. Eles pensam que vai rolar um sexo animal e dão com os burros n’água.

Quando a etezinha tarada passa a curtir, claro que um bruto lenhador, símbolo do macho, estraga a festa.

O filme de Jonathan Glazer é bom, bem dirigido, trilha sensacional.

Scarlett, como disse a Thalez de Menezes, da Ilustrada, é mesmo do outro mundo.

Sua nudez não é nada gratuita.

No entanto, como em NINFOMANÍACA, a “lição de moral” [faz tempo que não uso essa expressão] é meio caretona, antiquada, machista, demodè: “mulher com libido pulsante deve ser punida e enquadrada.”

Alguma queixa contra a nova mulher daqui ou de fora?

Eu, hein?

Deixem as minas…

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: