Burle Marx ocupa Nova York

Burle Marx ocupa Nova York

Marcelo Rubens Paiva

09 de junho de 2019 | 12h31

Um das paisagens  mais famosos do mundo recebe uma mostra do trabalho de um dos paisagistas mais importantes da história, conhecido por seu trabalho com cores e diversidade de espécies.

Nova York entra na primavera-verão de 2019 com a maior exposição botânica do NYBG (New York Botanical Garden).

A abertura foi nesse fim de semana, BRAZILIAN MODERN: THE LIVING ART OF ROBERTO BURLE MARX, e vai até 29 de setembro.

É um modernista que fez questão de divulgar o Brasil para fora, como Niemeyer e Portinari.

Estão em exibição os ondulantes mosaicos preto e branco de pedras portuguesas das calçadas da praia de Copacabana, um símbolo carioca (brasileiro) daquele conhecido como “o inventor do jardim moderno”.

Burle Marx, formado pela Escola Nacional de Belas Artes do Rio em 1933, foi pintor, ceramista, escultor, pesquisador, joalheiro, tapeceiro e cenógrafo, e começou a colecionar plantas na infância.

Visionário, já imaginava o desastre ambiental que viveríamos e focou seu trabalho na conservação, sustentabilidade e preservação de ecossistemas nativos do Brasil, como palmeiras, cicadáceas, Araceae, bromélias e muito mais.

Caçador de plantas, cerca de 20 delas levam seu nome.

Música e a dança, como samba e capoeira, a estão na programação da exposição patrocinado pela Natura.

Confira o site do NYBG para o programa completo de apresentações:

https://www.nybg.org

Tendências: