bisou bisou

bisou bisou

Marcelo Rubens Paiva

05 de abril de 2012 | 12h34

 

A série BOSS estreia enfim no Brasil pela TNT.

Já falei dela aqui: trama explosiva sobre o prefeito de Chicago, que descobre ser portador de uma doença degenerativa.

Pensa que o cidadão amansa suas relações políticas e familiares?

Vai nessa.

Kelsey Grammer faz o prefeito linha-dura Tom Kane.

Ele ganhou o GLOBO DE OURO deste ano pela atuação.

Série que mostra que política não é para amadores, nem lá, nem aqui, nem na Conchinchina.

E joga dúvidas sobre se a alma humana tem solução.

Caráter de um País sem confiança em si, em seus banqueiros, políticos e instituições.

Lembra o quê?

 

+++

 

CONCHINCHINA existe e fica entre o Vietnã e o Camboja.

A consulta constante a sites de busca é uma neurose.

Espero que tenha tratamento.

 

+++

 

Não me pergunte como, mas vi o primeiro e segundo episódios de MADMEN, quinta temporada, que estreou nos EUA há 2 semanas.

É um direito constitucional não apresentar provas que me possam incriminar.

O que posso dizer que, uau, é MADMEN na sua essência.

Sordidez humana na grau máximo, fruto da sociedade competitiva, individualista e narcisa simbolizada pelas agências de publicidade da MADISON AVE, NY.

DON DRAPER agora casado com sua ex-secretária, a canadense MAGEN, só quer saber dela.

Aliás, ela rouba a cena do episódio de quase duas horas.

Pois numa festa surpresa para aniversário de 40 anos de DON, ela dança ZOU BISOU BISOU, vídeo que vazou há dias, e deixa até o mouse e teclado de qq internauta com tesão, assim como a todos da agência:

Pelo visto, a atriz JESSICA PARE, MAGEN, será a nova BETS da série.

Sai a dona de casa neurinha, com o fardo de educar 3 pestinhas no subúrbio, LOIRA, entra a sexy e provocante designer estagiária, que não suporta as tarefas do lar, MORENA.

PETE CAMPBELL continua sendo tratado como um ser inferior, apesar de ter levado grandes contas para a agência.

PEGGY sai agora com um jornalista de esquerda e dá seus foras quando bebe.

BETS [a maravilhosa JANUARY JONES] sumiu da trama.

Esperamos que por enquanto.

 

 

A onda de luta pelos direitos civis entra na trama.

Especialmente a segregação racial. Lembrem que o único negro da agência é o ascensorista.

Estreia aqui pela HBO daqui a duas semanas.

 

+++

 

Na semana que vem, enfim BETO BRANT estreia o filme tão aguardado, EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS, da obra de Marçal Aquino, como Gustavo Machado e Camila Pitanga:

 

Não só baseado no melhor livro do Marçal, como 1 dos títulos mais bonitos da literatura brasileira.

BETO sempre surpreende, não segue uma linha estilística lógica, trafega por outros gêneros, amante do teatro.

E é, de longe, 1 dos cineastas mais originais da chamada “Retomada”, que não faz concessões, nem se deixa seduzir pela bilheteria farta.

 

+++

 

Fernando Meirelles entra no processo de casting do filme NEMESIS, sobre a biografia do armador grego Aristóteles Onassis – ex de Maria Callas, Jackie Kennedy e tantas outras.

 

 

Baseado no livro thriller político de Peter Evans, aborda a teoria da conspiração que afirma que Onassis ajudou a financiar o assassinato de Bobby Kennedy em 1968.

O motivo? Ciúmes por Jackie.

As filmagens devem começar em 2012.

Antes disso, Meirelles estreia 360, seu projeto antigo de adaptação da obra de Arthur Schnitzler, que teoriza sobre a vida sexual de personagens de diferentes classes sociais, com Anthony Hopkins, Rachel Weisz, Jude Law, e estreia dia 18 de maio aqui no Brasil, e 25 de junho na Europa e EUA.

 

+++

 

Me senti uma fofoqueira do Canal E! agora.

 

+++

 

Falei no post anterior dos filmes HELENO e XINGU e me esqueci de 1 detalhe.

Atenção à trilha sonora dos 2 filmes, especialmente de XINGU.

Obra do grande e cada vez melhor Beto Villares.

E pensar que vi este moleque crescer…

 

+++

 

Tá, vai.

Me sobram alguns minutos.

Mais JJ [BETS] pra vc:

 

 

 

 

+++

 

E Magen [JESSICA PARE]

Esse DON…

Tem o dom.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.