balança o trem

balança o trem

Marcelo Rubens Paiva

05 de janeiro de 2012 | 13h53

Vou ali e já volto.

Me encaixar neste vaivém.

Tomar um ventinho na cara.

Porque amanhã é de ninguém.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.