as gatas e as piranhas assassinas

as gatas e as piranhas assassinas

Marcelo Rubens Paiva

30 Setembro 2013 | 18h12

 

PIRANHAS 2 [PIRANHA 3D], de 2010, é um dos melhore filmes do gênero trash-terror.

Para rir e se assustar.

Com a linda ELIZABETH SHUE, é uma irônica produção que mistura horror humor, sangue, belas garotas, heroísmo, inveja e gente folgada.

 

 

A primeira cena do filme já indica que não se devem levar a sério as intenções do diretor Alexandra Aja:

Richard Dreyfuss, o sujeito ajudou a pescar e matar o protagonista do filme TUBARÃO, de Splielberg, pesca num lago calmo e testemunha um terremoto, que abre fendas no subterrâneo e traz piranhas assassinas e jurássicas para o convívio com banhistas felizes em férias.

Aliás, a música que escuta no radinho do seu barco enquanto pesca é “Show Me the Way to Go Home”, a mesma que canta junto com Roy Scheider e Robert Shaw em TUBARÃO.

Elas logo tingem a água do LAGO VITÓRIA de sangue. Comem modelos desprezando seus silicones [as atrizes pornô, Ashlynn Brooke e Gianna Michaels, que são atacadas sem piedade].

 

 

Disputam o pênis de um mergulhador machão que se gabava do seu membro avantajado.

Tem aparição do cientista maluco CRISTOPHER LLOYD [DE VOLTA PARA O FUTURO].

Na trilha, Shwayze, Envy, Flatheads, Amanda Blank, Pub lic Enemy, Dub Pistols.

 

 

Depois veio PIRANHAS 3DD, do diretor John Gulager, com Mitch Bucchannon, protagonista da série Baywatch, que confessa que é apenas um ator, não um salva-vidas, quando a criançada clama por ajuda.

 

 

Nesta versão de 2012, as mesmas piranhas do lago anterior atacam agora um parque aquático, mordem pênis e vaginas de namorados, regurgitam silicones e desprezam a beleza da nova juventude hedonista em férias.

Atacam até na banheira.

 

 

Pois está anunciada a estreia da nova produção do gênero, PIRANHACONDA, filme produzido por Roger Corman, dirigido por Mike Maclean.

Filmada no Havaí.

Na verdade são duas piranhacondas que atacam um bando de cientistas intrusos.

E claro que é sempre uma gata a primeira vítima.

 

 

Metade peixe, metade cobra, total morte!

Para delírio da plateia, lá vem bichinhos dentados acabar com a alegria dos outros e a arrogância da ciência. É a vingança dos sujos e malvados contra belos e felizes.

Enquanto os invejamos, imaginamos o pior.

Inveja mata!