Arte degenerada e selfie

Arte degenerada e selfie

Marcelo Rubens Paiva

16 Dezembro 2014 | 12h58

O artista e cartunista espanhol LUIS QUILMES expôs na rede DEVIANT ART a provocação.

Os novos tempos vistos sem filtro.

Revela o que está por trás da obsessão pelo selfie, imagem, beleza.

Revela a droga inocente e invisível que tem nos viciado: hedonismo.

Ainda faz um desafio: se você quiser estar numa ilustração dele, escolha uma ou duas, mande uma foto sua interpretando-a para artquiles@hotmail.com.

Em meses, ele mostra os desenhos na sua página do Face:

https://www.facebook.com/luisquilesart?fref=ts

Faça parte. Seja personagem. Degenere-se.

 

10373709_324790657674646_5302730660134364345_n 10346392_343103682510010_4529387696958257227_n 10547600_346739242146454_9162867185895448487_n 10489630_352139024939809_7581419326405854563_n 10354177_371599822993729_326015258953211497_n 1902840_374435982710113_5474424823236396387_n 10806270_411419419011769_2675622453167909426_n 10846394_423826211104423_3277703508192236959_n contest_by_gunsmithcat-d88bwpw