Antunes Filho de novo em cartaz

Antunes Filho de novo em cartaz

Marcelo Rubens Paiva

05 de setembro de 2019 | 11h31

Antunes Filho está de volta.

Na próxima semana, quinta-feira, 12 de setembro, no CPT, Sesc Consolação, sua casa, reestreia o último trabalho dele: Eu Estava em Minha Casa e Esperava que a Chuva Chegasse.

Nosso mestre, “o velho”, morreu há quatro meses.

Seu legado está na recriação do teatro e formação de um número infindável de gente do teatro (atores, diretores, dramaturgos, cenógrafos, figurinistas). E de peças inesquecíveis.

Peça do dramaturgo contemporâneo francês Jean-Luc Lagarce, que mostra de forma atemporal como cinco mulheres esperam a volta do caçula da família, que foi embora depois de se desentender com o pai.

Cada mulher apresenta a sua versão do que acontece.

Antunes Filho falou sobre ela:

“Isto é apenas uma peça. Um espetáculo cujos vazios precisei preencher. Preencher com ator, preocupando-me sempre em colocar a palavra no seu devido lugar, pois é a palavra, aqui, o grande protagonista. O jogo de Lagarce com a palavra é paradoxal, pois ele se mostra escondendo. É um trabalho detetivesco. Lagarce troca, experimenta, reconstrói, lapida e rearranja incansavelmente as palavras. Diante disso, tive também que reinventar, experimentar, trocar, adaptar e criar. Caso contrário, eu sucumbia. Foi com esse jogo que travei uma luta árdua.”

O elenco:

A FILHA MAIS VELHA Fernanda Gonçalves

A MAIS NOVA Daniela Fernandes

A SEGUNDA Viviane Monteiro

A MÃE Suzan Damasceno

A MAIS VELHA DE TODAS Rafaela Cassol

Tendências: