As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um prefeito contra o tédio

Luiz Zanin Oricchio

04 de julho de 2007 | 19h36

Como São Paulo é uma cidade sabidamente sem problemas, o alcaide resolveu fazer uma pequena experiência, assim, modesta, só para combater o tédio: suspendeu o rodízio de automóveis durante as férias escolares. Como resultado, temos agora dois congestionamentos-monstros por dia nos horários de pico. A graça da brincadeira consiste em ver se um dia supera o outro e já existem apostas de que na sexta-feira, dia tradicional para enlouquecer na metrópole, teremos o novo recorde de engarrafamento de todos os tempos. Há pouco, a paradeira bateu em vistosos 195 quilômetros de vias congestionadas. Não chove e nem é véspera de feriado, tudo é normal na cidade. Não é bacana? Como é mesmo o nome daquele personagem, (Dr. Silvana, pode ser?), que ficava queimando neurônios para bolar a maneira mais eficaz de sacanear o próximo?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.