As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Paulo e Santos em extremos opostos

Luiz Zanin Oricchio

17 de julho de 2008 | 14h32

Dos jogos de ontem, dois times em situação inversa. O São Paulo parece ter reencontrado a solidez que o levou às duas conquistas do Brasileiro. Controlou o jogo como quis diante do Vitória, e no Barradão, ainda por cima. Já o Santos foi atropelado pelo Figueirense. Ninguém pode dizer que já caiu, mas está fazendo direitinho a lição de casa para a 2ª Divisão. Desmonta um projeto e resolve economizar. Traz um técnico e o dispensa sem maior motivo, depois que este levou o time na Libertadores mais longe do que se supunha possível. Contrata outro, traz jogadores de baciada, sem qualquer critério. Dispensa o segundo técnico. Busca outro…E o tempo vai passando. Quanto mais perde mais nervoso e desmotivado fica o time. E quanto mais nervoso e desmotivado, maior a tendência a perder.

PS: No fim da tarde ficou resolvido que Cuca continua. Penso que é melhor assim. Mas uma derrota diante do Sport, na Vila, e…adeus.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: