As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santos tranqüilo

Luiz Zanin Oricchio

09 de maio de 2008 | 13h32

Ao contrário do que eu pensava, foi bem sossegada a passagem do Santos pelo Cúcuta. 2 a 0, mas poderia ter sido muito mais se não houvesse tanto desleixo no final. Enfim, gostei da postura do time, sereno, marcando na frente para não deixar que o time da casa pressionasse demais. Os gols saíram naturalmente. Vamos dar a mão à palmatória: esse time do Santos, pelo qual ninguém dava nada no começo do ano, encorpou e ganhou personalidade. Até onde pode ir? Não sei. Mas não se parece em nada com aquele amontoado de jogadores assustados com o adversário de alguns meses atrás. Leão tem mérito nessa montagem, não há como negar. Ainda acho que precisa de reforços, para ir mais adiante na Libertadores e fazer bom papel no Brasileiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.