Quarentena (29): Festival de Cinema de Brasília cancelado
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quarentena (29): Festival de Cinema de Brasília cancelado

Luiz Zanin Oricchio

08 de junho de 2020 | 10h01

Os ‘Candangos’, troféus do Festival de Brasília, o mais antigo do país

O mais antigo festival de cinema do País não terá edição este ano. Foi cancelado devido à falta de verbas, anunciou a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal. 

Esta seria a 53ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, evento criado em 1965 por, entre outros, Paulo Emilio Sales Gomes, então professor da Universidade de Brasília. Antes, o evento tinha sido interrompido entre 1972 e 1974 por problemas com a censura, durante a ditadura militar. Esta será a terceira interrupção em sua história. Caso, de fato, o cancelamento se confirme. 

A Secretaria de Cultura já avisou que não tem dinheiro. Havia separado R$ 3 milhões para o evento mas, em função da pandemia, a verba fora cortada pela metade. Com R$ 1,5 milhão, seria um festival misto, parte online, parte no cinema drive-in da cidade. Mas o dinheiro foi todo contingenciado devido à crise econômica e sanitária. 

No entanto, a comunidade cinematográfica do DF não aceita o cancelamento como fato consumado e tenta ainda se organizar para que o evento seja realizado, de alguma forma. Não se sabe ainda quais seriam as alternativas, se é que existem. 

 Outros festivais também sofrem com a pandemia. O Olhar de Cinema, de Curitiba, que seria realizado este mês, foi adiado. Também postergado foi o Festival de Gramado, que seria em agosto e já mudou a data para setembro. Outros festivais estão de olho no calendário em busca de datas. Podem também sofrer mudanças, ou simplesmente ser adiados para o ano que vem.  

Uma série de entidades assinou manifesto pela realização do festival:

PELA  REALIZAÇÃO DO FBCB-FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO

 

Rio de Janeiro, 8 de junho de 2020.

Ao

Ilmo. Sr. Secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Bartolomeu Rodrigues.

Assunto: PELA  REALIZAÇÃO DO FESTIVAL DE BRASÍLIA DO CINEMA BRASILEIRO 2020.

Ilmo. Sr. Secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Bartolomeu Rodrigues.

 

Fórum dos Festivais-Fórum Nacional dos Organizadores de Festivais de Cinema – e entidades signatárias abaixo-assinadas, tornam pública a total perplexidade e discordância sobre o anúncio do cancelamento da edição 2020 do FBCB-Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e requerem a revisão desta decisão.

 

O FBCB é o mais duradouro festival de cinema do Brasil e palco das mais relevantes manifestações do cinema nacional ao longo na sua trajetória de mais de 50 anos.

 

Além do seu incontestável papel histórico, artístico e cultural, o FBCB cumpre também a importante função de indutor da dinamização econômica dos mais variados segmentos audiovisuais, gerando emprego, renda, remunerações aos realizadores e produtores, tanto local como nacionalmente.

 

Os prejuízos desta decisão são imensos e alcançam não apenas à comunidade audiovisual mas também à sociedade brasileira, que será privada de vivenciar a fascinante experiência proporcionada todos os anos pelo FBCB.

 

Em tempos de Covid-19, os festivais brasileiros buscam reinventar-se e reafirmam a sua importância como espaços fundamentais para difusão do cinema brasileiro em formatos digitais enquanto aguardam com expectativa os rumos do combate à pandemia para retornarem ao seu modelo presencial.

 

Assim sendo, torna-se fundamental e urgente a reversão desta medida extrema de cancelamento do FBCB.

 

Temos total convicção que realização do FBCB-Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 2020 é plenamente exequível e solicitamos que todos os esforços sejam empreendidos pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF para a sua confirmação.

 

Atenciosamente,

FÓRUM DOS FESTIVAIS-Fórum Nacional dos Organizadores de Festivais de Cinema

ABCV – Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo (ABD-DF)

ABD CAPIXABA – Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas do Espírito Santo

ABD-SP – Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas de São Paulo

ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual

ABRACCINE – Associação Brasileira de Críticos de Cinema

ABRACI – Associação Brasileira de Cineastas

ANDAI – Associação Nacional Distribuidores Audiovisual Independente

APACI – Associação Paulista de Cineastas

APAN – Associação de Profissionais do Audiovisual Negro

APBA-CO – Associação das Produtoras Brasileiras de Audiovisual do Centro-Oeste

API – Associação das Produtoras Independentes do Audiovisual Brasileiro

APRO – Associação Brasileira de Produção de Obras Audiovisuais

APROCINE– Associação das Produtoras de Cinema e Audiovisual de Brasília

Associação Cultural Faísca

AVEC-PR – Associação de Vídeo e Cinema do Paraná

BRAVI – Brasil Audiovisual Independente

CINE CEARÁ – Festival Ibero-americano de Cinema

Cinemateca Catarinense – ABD/SC

CINE PE –  Festival do Audiovisual

COMA – Coletivo Mineiro de Animação

CONNE – Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte e Nordeste

CURTA MINAS/ABD-MG – Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas de Minas Gerais

DF+DOCs

FAMES – Fórum Audiovisual de Minas Gerais, Espírito Santo e Sul – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

FORCINE – Fórum Brasileiro de Ensino de Cinema e Audiovisual

FÓRUMDOC.BH – Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte

Frente Unificada de Cultura do DF

FUNDACINE/RS – Fundação de Cinema

GO FILMES – Associação das Produtoras Independentes de Cinema e Tv de Goiás

SANTACINE – Sindicato da Indústria Audiovisual de Santa Catarina

SIAESP – Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo

SICAV – Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual

SINDAV MG – Sindicato da Indústria Audiovisual de Minas Gerais

Tendências: