As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Paulínia rediviva

Luiz Zanin Oricchio

22 de julho de 2014 | 17h31

Depois de uma interrupção que levou muita gente a pensar que não voltaria mais à cena, o Festival de Paulínia ressurge agora – e com força total. O evento, que abre nesta terça-feira, 22, sua 6.ª edição com a exibição de Não Pare na Pista – A Melhor História de Paulo Coelho, de Daniel Augusto, surgira como o mais promissor dos novatos no calendário nacional. No entanto, teve sua edição de 2012 cancelada pelo então prefeito José Pavan Jr., sob alegação de que destinaria a verba para obras sociais, mais urgentes. Ano passado, Paulínia fez uma mostra compacta em dezembro, apenas para não configurar dois anos de interrupção.

Agora voltou com tudo. A edição de 2014 conta com nove concorrentes brasileiros inéditos, feito que poucos, ou talvez nenhum festival brasileiro, podem hoje ostentar. Abre, nesta terça à noite, no Theatro Municipal, com um título de grande apelo popular, a cinebiografia do autor de Diário de Um Mago e O Alquimista, dirigida por um estreante em longas de ficção, Daniel Augusto (Leia entrevista abaixo). O mago é interpretado por Julio Andrade, ator de filmes como Cão Sem DonoSerra Pelada e Gonzaga – De Pai Pra Filho.

Leia a matéria completa aqui:

 

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,festival-de-paulinia-retorna-com-competicao-de-ineditos,1532035

 

Se quiser comentar este e outros posts, pode fazê-lo em meus perfis nas redes sociais: Facebook (Luiz Zanin) e  Twitter (@lzanin)

 

Tudo o que sabemos sobre:

Festival de Paulínia 2014Paulo Coelho

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: