As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário da Itália (9) Pauleira

Luiz Zanin Oricchio

30 de agosto de 2008 | 11h21

VENEZA – Já entrei naquela fase meio punk do festival, em que você é dominado pela quantidade de filmes, a falta de sono e de tempo para se alimentar corretamente. Hoje, pelo menos, consegui almoçar de maneira decente, e numa mesa de amigos. Ou seja, como um ser civilizado deve proceder: antipasto, primeiro prato, segundo, sobremesa, café. Até fumei uma cigarrilha depois. É muito raro dar para fazer isso. Em geral, engolimos um sanduíche, o popular “panino”, entre uma sessão e outra. Há dois filmes à noite pela competição. Eu deveria descansar um pouco para aguentar o tranco. Mas, sabe o que vou fazer? Vou ver um Monicelli que não conheço (Toh, è morta la Nonna) na seção de obras italianas recuperadas. Já fui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: