As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os vários sotaques do Oscar 2012

Luiz Zanin Oricchio

24 de janeiro de 2012 | 13h35

Onze indicações para Hugo Cabret, de Scorsese, 10 para O Artista, de Michel Hazanavicius. Logo atrás, Os Descendentes, de Alexander Payne. A disputa do Oscar, dia 26/2, ficará entre eles.

Nada disso me impressionou tanto como a indicação do irianiano A Separação, não apenas na categoria em que é favorito, filme estrangeiro, mas como melhor roteiro, do próprio diretor Asghar Farhadi. Prova de abertura da Academia ao Outro. Ainda mais quando esse outro é um iraniano.

No mais, acho que o favorito mesmo é O Artista, um belo filme retrô, preto e branco, tratando da transição entre o cinema mudo e o falado. Lembrar que Billy Wilder fez uma obra-prima com o mesmo tema, Crepúsculo dos Deuses, em 1950. Só que Wilder faz um filme falado sobre uma deusa caída do cinema mudo. O francês Michel Hazanavicius faz um filme mudo sobre um ator (Jean Dujardin) que decai com a chegada do sonoro. Belíssimo filme, aliás. Seu concorrente será o muito bom Os Descendentes, de Alexander Payne, que comentei outro dia (dê uma olhada no blog).

No mais, é esperar pelo desempenho de Hugo Cabret, de Scorsese, que ainda não vi. Ao contrário de alguns colegas, sempre espero o máximo de Scorsese. E raramente me decepciono. As principais indicações seguem abaixo.

 

MELHOR FILME
“O Artista”
“Os Descendentes”
“Histórias Cruzadas”
“A Invenção de Hugo Cabret”
“Meia-Noite em Paris”
“O Homem que Mudou o Jogo”
“Cavalo de Guerra”
“A Árvore da Vida”
“Tão forte e Tão perto”

MELHOR DIREÇÃO
Martin Scorsese, “A Invenção de Hugo Cabret”
Woody Allen, “Meia-Noite em Paris”
Michel Hazanavicius, “O Artista”
Alexander Payne, “Os Descendentes”
Terrence Malick, “A Árvore da Vida”

MELHOR ATOR
Demian Bichir, “A Better Life”
George Clooney, “Os Descendentes”
Jean Dujardin, “O Artista”
Brad Pitt, “O Homem que Mudou o Jogo”
Gary Oldman “O Espião que Sabia Demais”

MELHOR ATRIZ
Glenn Close, “Albert Nobbs”
Viola Davis, “Histórias Cruzadas”
Meryl Streep, “A Dama de Ferro”
Michelle Williams, “Sete Dias com Marilyn”
Rooney Mara , “Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Kenneth Branagh, “Sete Dias com Marilyn”
Jonah Hill, “O Homem que Mudou o Jogo”
Nick Nolte, “Guerreiro”
Christopher Plummer, “Toda Forma de Amor”
Max von Sydow, “Tão Forte e Tão Perto”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Bérénice Bejo, “O Artista”
Jessica Chastain, “Histórias Cruzadas”
Melissa McCarthy, “Missão Madrinha de Casamento”
Janet Mcteer, “Albert Nobbs”
Octavia Spencer, “Histórias Cruzadas”

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
“Meia-Noite em Paris” (Woody Allen)
“Missão Madrinha de Casamento” (Annie Mumolo e Kristen Wiig)
“O Artista” (Michel Hazavanicius
“Margin Call” (J.C. Chandor)
“A Separação” (Asghar Farhadi )

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
“Os Descendentes” (Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash)
“A Invenção de Hugo Cabret” (John Logan)
“O Homem que Mudou o Jogo” (Steven Zaillian e Aaron Sorkin)
“Tudo pelo Poder” (George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon)
“O Espião que Sabia Demais” (Bridget O’Connor e Peter Straughan)

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
“Bullhead” – Michael R. Roskam (Bélgica)
“Monsieur Lazhar” – Philippe Falardeau (Canadá)
“A Separação” – Asghar Farhadi (Irã)
“Footnote” – Joseph Cedar (Israel)
“In Darkness” – Agnieszka Holland (Polônia)

MELHOR ANIMAÇÃO
“Um Gato em Paris”
“Chico e Rita”
“Kung Fu Panda 2”
“Gato de Botas”
“Rango”

Tudo o que sabemos sobre:

indicados Oscar 2012

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.